Metodologia Cientifica

Metodologia Cientifica

(Parte 1 de 5)

w.unoesc.edu.br Universidade do Oeste de Santa Catarina

2º Semestre de 2006

M593 Metodologia científica : educação a distância / (coord.) Ardinete Rover. – Joaçaba : UNOESC, 2006.

103 p. : il. ; 23 cm. – (Material didático)

Modo de acesso: Unoesc Virtual. Também disponível para reprografia. Inclui bibliografia

1. Metodologia científica. I. Rover, Ardinete, (coord.)

CDD 001.42 Ficha catalográfica elaborada pela Biblioteca Universitária da Unoesc.

Este material é de uso exclusivo dos alunos matriculados nas disciplinas a distância da Unoesc.

Reitoria: Rua Getúlio Vargas, 2125 Bairro Flor da Serra CEP 89600-0 Fone: 49 3551-2098 w.unoesc.edu.br

Campus de Joaçaba Rua Getúlio Vargas, 2125 Bairro Flor da Serra CEP 89600-0 Fone: 49 3551-2000

Campus de São Miguel do Oeste Rua Oiapoc, 211 Bairro Agostini CEP 89900-0 Fone: 49 3631-1000

Campus de Videira Rua Paese, 198 Bairro das Torres CEP 89560-0 Fone: 49 3551-1422

Campus de Xanxerê Rua Dirceu Giordani, 696 Bairro Universitário CEP 89820-0 Fone: 49 3441-7000

Reitor: Aristides Cimadon

Presidente da Funoesc: Genesio Téo

Vice-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e

Extensão: Luiz Carlos Lückmann

Vice-reitora de Graduação: Ana Beatriz Brancher

Vice-reitores de Campus: Campus de São Miguel do Oeste: Vitor C. D’Agostini

Campus de Videira: Antonio Carlos de Souza Campus de Xanxerê: Genesio Téo

Diretor Geral de Administração: Campus de Joaçaba: Osmar Mena Barreto

Pró-reitores de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão: Campus de São Miguel do Oeste: Roque Strieder

Campus de Videira: Marcelo Zenaro

Pró-reitores de Graduação: Campus de São Miguel do Oeste: Nelson Santos Machado

Campus de Videira: Ernani Tadeu Rizzi Campus de Xanxerê: Roberto Mauro Dall’Agnol

Coordenação da Unoesc Virtual: Ardinete Rover

Coordenações locais da Unoesc Virtual: Campus de Joaçaba: Roseli Rocha Moterle

Campus de São Miguel do Oeste: Anibal Lopes Guedes Campus de Videira: Rosa Maria Pascoali Campus de Xanxerê: Cristiane Sbruzzi Berté

Coordenadoria de Tecnologia da

Informação e Comunicação: Campus de Joaçaba: Lindamir Secchi Gadler

Campus de São Miguel do Oeste: Carlos Requia Campus de Videira: Fabiano Wonzoski Campus de Xanxerê: Davidson Mazzoco Davi

Professores conteudistas da Disciplina de

Metodologia Científica: Abele Marcos Casarotto

Ardinete Rover Claudia Elisa Grasel Ernani Tadeu Rizzi Rosa Maria Pascoali Teresa Machado da Silva Dill

Elaboração e produção gráfica: Roseli Rocha Moterle

Revisão Lingüística: Marisa Vargas Débora Diersmann Silva Pereira

Revisão Eletrônica: Débora Diersmann Silva Pereira

Capa: Coordenadoria de Comunicação e Marketing Elediana Fátima de Quadros

APRESENTAÇÃO3
PLANO DE ESTUDO DA DISCIPLINA5
UNIDADE 1 CIÊNCIA E CONHECIMENTO7
SEÇÃO 1 A disciplina Metodologia Científica8
SEÇÃO 2 A definição de ciência9
SEÇÃO 3 A natureza do conhecimento13
SEÇÃO 4 Método e técnica17
UNIDADE 2 A LEITURA E A DOCUMENTAÇÃO23
SEÇÃO 1 A importância da leitura24
SEÇÃO 2 Aproveitamento da leitura26
SECÃO 3 Documentação28
ACADÊMICOS3
SEÇÃO 1 Técnicas para redigir textos34
SEÇÃO 2 Trabalhos científicos acadêmicos37

UNIDADE 3 ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS

SEÇÃO 1 Regras para elaboração de citações4
SEÇÃO 2 Regras complementares das citações (NBR: 10520, ago.,2002)51
SEÇÃO 3 Formas de apresentação das referências56

UNIDADE 4 FORMAS DE ELABORAR CITAÇÕES E REFERÊNCIAS.43 SEÇÃO 4 Regras complementares de referências (NBR: 6023, ago. 2002)...64

ACADÊMICOS71
SEÇÃO 1 Estrutura e apresentação de trabalhos científicos acadêmicos72
SEÇÃO 2 Elementos pré-textuais73
SEÇÃO 3 Elementos textuais81
SEÇÃO 4 Elementos pós-textuais84
SEÇÃO 5 Formas de apresentação86
UNIDADE 6 PROJETO DE PESQUISA91
SEÇÃO 1 Projetos de Pesquisa: noções introdutórias92
REFERÊNCIAS101

Caro acadêmico, este material didático corresponde à disciplina de Metodologia Científica. Ele foi elaborado visando a uma aprendizagem autônoma; os conteúdos foram cuidadosamente selecionados e a linguagem utilizada facilitará seus estudos a distância.

A disciplina de Metodologia Científica é importantíssima para a sua vida acadêmica; os conteúdos apresentados servirão de base para todo o curso e para a sua atuação profissional também, portanto é necessário que você dedique tempo para a leitura do material e realize as atividades de auto-avaliação que se encontram ao final de cada unidade. As atividades de auto-avaliação não devem ser encaminhadas ao professor tutor, elas foram elaboradas pensando em facilitar seus estudos e testar seus conhecimentos após o término da leitura da unidade. Ao final do material, você encontrará o gabarito para comparar com as suas respostas.

Recomendamos que, antes de começar os seus estudos, leia com muita atenção o Guia do Aluno da disciplina, pois ele contém informações importantes para você concluir a disciplina com sucesso. No Guia ,também se encontram o cronograma da disciplina e as atividades avaliativas de G1, que deverão ser encaminhadas ao professor tutor. As datas estabelecidas no cronograma devem ser cumpridas rigorosamente.

Quando falamos em educação a distância, não quer dizer que você estará sozinho nos seus estudos; lembre-se de que poderá contar, sempre que precisar, com a ajuda do professor tutor.

Desejamos que tenha muito sucesso nesta disciplina e em todo o curso.

Bons Estudos! Equipe Unoesc Virtual.

EEEEMENTÁRIOMENTÁRIOMENTÁRIOMENTÁRIO

Ciência e tipos de conhecimento. Métodos de estudo. Métodos e técnicas de elaboração e apresentação de trabalhos científicos (projetos, relatórios e artigos), de acordo com as normas da ABNT.

OOOOBJETIVO GERAL DA DISBJETIVO GERAL DA DISBJETIVO GERAL DA DISBJETIVO GERAL DA DISCIPLINACIPLINACIPLINACIPLINA

Levar o aluno a compreender os conceitos básicos sobre a ciência, o método científico para a elaboração de textos e pesquisa, obedecendo ao que rezam as normas da ABNT.

OOOOBJETIVOS ESPECÍFICOSBJETIVOS ESPECÍFICOSBJETIVOS ESPECÍFICOSBJETIVOS ESPECÍFICOS

• Despertar no aluno, desde o começo de seu curso, o interesse pela pesquisa e, assim, educá-lo a pensar e raciocinar de forma crítica.

• Habilitar o aluno para a leitura crítica da realidade e a produção do conhecimento.

• Instrumentalizar o aluno para que, a partir do estudo, possa elaborar trabalhos acadêmicos inseridos nas normas técnicas.

• Oportunizar ao aluno assumir um comportamento científico, para que seja capaz de construir textos por meio da pesquisa.

CCCCARGA HORÁRIAARGA HORÁRIAARGA HORÁRIAARGA HORÁRIA

A duração da disciplina seguirá um cronograma de atividades para orientar o seu estudo, conforme a carga horária proposta na matriz curricular.

CCCCRONOGRAMA DE ESTUDORONOGRAMA DE ESTUDORONOGRAMA DE ESTUDORONOGRAMA DE ESTUDO

Encontro presencial

Início da disciplina com a apresentação dos responsáveis e professores tutores, orientações sobre o funcionamento da disciplina, da modalidade de ensino e uma oficina de utilização do ambiente virtual de aprendizagem - Portal de Ensino da Unoesc.

Fórum de

Primeira temática: tipos de conhecimento/_ a _ /_

discussão

Unidade 1

Ciência e conhecimento

Unidade 2

A leitura e a documentação

Leitura das unidades 1 e 2 do material didático. Realização das atividades de auto-avaliação. Realização da atividade: Avaliação on-line.

Fórum de discussão

Segunda temática: citações e referências em trabalhos científicos acadêmicos. _ /_ a _ /_

Unidade 3

Elaboração de trabalhos científicos acadêmicos

Unidade 4

Formas de elaborar citações e referências

Leitura das unidades 3 e 4 do material didático. Realização das atividades de auto-avaliação. Realização da atividade: Redigir um paper.

Unidade 5

Estrutura dos trabalhos acadêmicos

Unidade 6

Projetos de pesquisa

Leitura da unidade 5 do material didático. Realização das atividades de auto-avaliação. Realização da atividade: Trabalho científico acadêmico.

Encontro presencial Avaliação presencial de G2 _ /_ /_

Avaliação de G2 fora de prazo _ /_ /_ Avaliação de G3 _ /_ /_

U n i d a de 1

Unidade 1 Ciência e conhecimento

OOOOBJETIVOS DE APRENDIZBJETIVOS DE APRENDIZBJETIVOS DE APRENDIZBJETIVOS DE APRENDIZAGEMAGEMAGEMAGEM

Ao terminar a leitura desta unidade, você deverá ser capaz de:

• entender a ciência como um modo de compreender e analisar o mundo empírico, envolvendo o conjunto de procedimentos e a busca do conhecimento científico;

• compreender a importância dos diferentes níveis de conhecimento e saber diferenciá-los;

• distinguir método de técnica.

PPPPLANO DE LANO DE LANO DE LANO DE ESTUDOESTUDOESTUDOESTUDO

A fim de atingir os objetivos propostos nesta unidade, o conteúdo está dividido em seções:

Seção 1: A disciplina Metodologia Científica Seção 2: A definição de ciência Seção 3: A natureza do conhecimento Seção 4: Método e técnica

Para início do estudo

Antes de apresentarmos os conteúdos que fazem parte da ementa desta disciplina, vamos refletir um pouco sobre o significado da Metodologia Científica e a importância dela para a sua formação acadêmica.

SEÇÃO 1 A disciplina Metodologia Científica

Você já conheceu, no plano de estudo, os objetivos desta disciplina e deve ter percebido a sua importância, mas gostaríamos de aprofundar um pouco nossa reflexão sobre a presença dela no seu curso, a fim de conduzi-lo, com os conteúdos que serão desenvolvidos, ao entendimento de que, por meio do estudo e da leitura, você poderá ampliar suas capacidades de pensamento e atitudes. Para isso, precisamos partir da compreensão de que Metodologia Científica é a disciplina que "estuda os caminhos do saber", entendendo que "método" representa caminho, "logia" significa estudo e "ciência", saber.

Perceba, então, o quanto importante é estudarmos os caminhos do saber. Os caminhos, ou seja, os métodos ensinados nesta disciplina, são procedimentos ou normas para a realização de trabalhos acadêmicos, a fim de dar ordenamento aos assuntos pesquisados. O método é um conjunto de procedimentos sistemáticos no qual os questionamentos são utilizados com critérios de caráter científico, para termos fidedignidade dos dados, envolvendo princípios e normas que possam orientar e possibilitar condições ao pesquisador, na realização de seus trabalhos, para que o resultado seja confiável e tenha maior possibilidade de ser generalizado para outros casos.

Mas, sobre o método, você terá, na próxima unidade, uma seção específica e poderá entender melhor seu significado e sua relação com esta disciplina.

Você também aprenderá, nesta disciplina, a arte da leitura, da análise e interpretação de textos, para que não seja, durante o curso, um aluno-copista, que reproduz em suas pesquisas e trabalhos acadêmicos o que outros disseram, sem nenhum juízo de valor, crítica ou apreciação, mas, sim, um aluno que analisa, interpreta e participa ativamente do seu processo de aprendizagem.

Você sabia que o homem pré-histórico não conseguia entender os fenômenos da natureza, por isso tinha reações de medo?

e transmitir a outrosA necessidade de saber o porquê dos acontecimentos foi o

Durante algum tempo foi assim, as gerações, ao se sucederem, foram recebendo um mundo já trabalhado e adaptado, e as fases foram se modificando, passando do medo à tentativa de encontrar explicações aos fenômenos da natureza, buscando respostas por meio de crenças e magias, que também não foram suficientes. O ser humano evoluiu para a busca de respostas através de caminhos que pudessem ser comprovados, nos quais pudesse refletir sobre as experiências impulso para a evolução do homem e o surgimento da ciência.

Aprofundaremos nossos estudos sobre a evolução do homem e o surgimento da ciência nas seções a seguir.

SEÇÃO 2 A definição de ciência

Você deve ter percebido que o homem sentiu a necessidade de saber o porquê dos acontecimentos e que, dessa forma, surgiu a ciência (LAKATOS; MARCONI, 2003, p. 84). Para entender melhor esse assunto, você precisa compreender o que é ciência e, também, distinguir ciência e senso comum.

Vamos, então, ao conceito de ciência!

O que é ciência?

Etimologicamente, ciência significa conhecimento. Mas, nem todos os tipos de conhecimento pertencem à ciência, como o conhecimento vulgar e outros, que estudaremos na seção 3.

Vejamos o que alguns autores nos apresentam.

Cervo e Bervian (2002, p. 16) afirmam que:

A ciência é um modo de compreender e analisar o mundo empírico, envolvendo o conjunto de procedimentos e a busca do conhecimento científico através do uso da consciência crítica que levará o pesquisador a distinguir o essencial do superficial e o principal do secundário.

A ciência demonstra que é capaz de fornecer respostas dignas de confiança sujeitas a críticas; é uma forma de entender, compreender os fenômenos que ocorrem. Na verdade, a ciência é constituída pela observação sistemática dos fatos; por intermédio da análise e da experimentação, extraímos resultados que passam a ser avaliados universalmente.

Quando faz referência à ciência, Oliveira (2002, p. 47) afirma que:

exatas, demonstráveis por meio da pesquisa e dos testes

Trata-se do estudo, com critérios metodológicos, das relações existentes entre causa e efeito de um fenômeno qualquer no qual o estudioso se propõe a demonstrar a verdade dos fatos e suas aplicações práticas. É uma forma de conhecimento sistemático, dos fenômenos da natureza, dos fenômenos sociais, dos fenômenos biológicos, matemáticos, físicos e químicos, para se chegar a um conjunto de conclusões verdadeiras, lógicas,

Você pode perceber, com o autor, que os fenômenos de que os homens préhistóricos sentiam medo passaram a ser explicados pelos estudos, por meio de critérios metodológicos. Veja a importância da ciência como uma forma de conhecimento humano, objetivo, racional, sistemático, geral, verificável e falível.

Agora que você já sabe o que é a ciência, precisa entender também que o trabalho de cunho científico implica a produção do conhecimento, sendo este classificado como comum e científico.

No conhecimento científico, o pensar deve ser sistemático, verificando uma hipótese (ou conjunto de hipóteses), atribuindo o rigor na utilização de métodos científicos. Dessa forma, o trabalho científico configura-se na produção elaborada a partir de questões específicas de estudo.

Segundo Galliano (1986, p. 26), “ao analisar um fato, o conhecimento científico não apenas trata de explicá-lo, mas também busca descobrir suas relações com outros fatos e explicá-los.”

E sobre o senso comum?

Para entendermos melhor o senso comum e sabermos diferenciá-lo do conhecimento científico, podemos nos apropriar da literatura que nos apresentam diversos autores, como Galliano (1986), Cervo e Bervian (2002), Lakatos e Marconi (2003), Fachin (2003), entre outros, que definem senso comum como algo que vem da experiência do dia-a-dia, os conhecimentos que se desenvolvem a partir do cotidiano ou da necessidade.

Uma hipótese é uma teoria provável, mas não demonstrada; uma suposição admissível.

Fonte: http://pt.wikipedi a.org/wiki

O senso comum, enquanto conhecimento aprendido à luz das experiências e observações imediatas do mundo circundante, é uma forma de conhecimento que permanece no nível das crenças vividas, segundo uma interpretação previamente estabelecida e adotada pelo grupo social. Ao contrário do conhecimento científico, leva a pensar de forma assistemática, sensitiva e subjetiva, sem atribuir o rigor e a utilização do método científico.

É importante sabermos que do conhecimento do senso comum podemos desenvolver o conhecimento científico, pois ditos populares podem gerar questões que, às vezes, levam à pesquisa e à investigação científica, ou seja, aquilo a que o senso comum não responde, a ciência pode responder.

Você pode entender melhor a diferença entre o senso comum e o conhecimento científico, pensando nos tratamentos médicos. Muitos remédios foram utilizados, inicialmente, pelas comadres ou pelos índios, uma vez que o conhecimento deles era advindo do senso comum, que também chamamos de conhecimento vulgar.

Quer saber como? Aos remédios produzidos pelas comadres, pode ser aplicado um método científico, após ser comprovada a eficácia dos métodos de cura; passam, então, a ser considerados um conhecimento científico. Antes disso, não era válida a comprovação do senso comum, mesmo que já tivesse curado diversas doenças, porque não havia passado pelo método científico.

Você pode associar isso à sua vida acadêmica. Muitas vezes, na realização de um trabalho de estudos, com a investigação de um problema, você precisará aplicar os métodos científicos para chegar a um resultado comprovado, não poderá ficar no “achismo” ou no “vou fazer assim porque sempre deu certo”.

Perceba, então, a importância da utilização dos métodos científicos na sua vida acadêmica!

Agora que você finalizou o estudo desta seção, veja se assimilou bem o conteúdo, fazendo a auto-avaliação a seguir.

AUTO-AVALIAÇÃO 1

Classifique as situações seguintes como senso comum (SC) ou conhecimento científico (C):

(Parte 1 de 5)

Comentários