Trabalho 1 Química Orgânica sacarose

Trabalho 1 Química Orgânica sacarose

FACULDADE - ICESP

Adenilton

Elizeu Josué

Hilton André

Luzinete

Resumo de do composto orgânico: Sacarose

2017

Brasília

Sacarose

Composto orgânico de origem natural produzido em abundância pela cana de açúcar e beterraba muito utilizado comercialmente e industrialmente. Tem inúmeros derivados explorados pela indústria e se tornou indispensável as necessidades humanas. Formado por doze átomos de carbonos, vinte e dois átomos de hidrogênios e onze átomos de oxigênios a sacarose é a ligação de duas outras oses: glicose e frutose.

Fórmula química

 C12H22O11

Formula estrutural

A união de frutose mais glicose resulta em sacarose + agua.

A produção da sacarose é um resultado da fotossíntese realizado pelas plantas destacando-se a cana de açúcar pela alta produção, a principal função da sacarose é armazenar energia tanto nas plantas como nos animais. Nos animais a sacarose é quebrada em meio a agua é resulta em dois monossacarídeos que lhe deram origem frutose e glicose, a glicose é aproveitada pelas células animais para produzir energia.

Produtos à base de sacarose

De sabor doce a sacarose é muito utilizada na alimentação dela originam vários produtos alimentícios além de ser usada na produção de combustível e biomassa. Abaixo segue alguns exemplos de produtos à base da sacarose:

  • Açúcar cristal: indústrias alimentícias de bebidas, massas, biscoitos e confeitos.

  • Açúcar refinado granulado: produtos farmacêuticos; confeitos onde aparecem cristais; xarope de alta transparência; mistura seca.

  • Açúcar refinado amorfo: consumo doméstico, misturas sólidas de dissolução instantânea, bolos e confeitos, caldas transparentes e incolores.

  • Açúcar refinado Graçúcar: preparo de glacês, suspiros, bolos, chantilly, etc.

  • Açúcar invertido: frutas em caldas, sorvetes, balas e caramelos, licores, geleias, biscoitos, bebidas carbonadas.

  • Açúcar mascavo: açúcar bruto, sem refino, contendo melaço. Excelente como fonte de energia, é consumido no estado natural.

  • Açúcar demerara: açúcar granulado resultado da purgação do açúcar mascavo. Usado em caldas, bolos, caramelos, pudins, compotas e licores.

  • Rapadura: pode ser considerado um açúcar bruto e sólido. Usada para adoçar café, leite, etc. e também é consumida ao natural.

  • Melado: é o ponto obtido quando o caldo de cana é fervido e engrossado, antes de cristalizar. Consumido puro ou misturado com queijo, biscoito, bolo, mandioca e outros. Também usado em confeitaria, bebidas e balas.

  • Melaço: produção de etanol, suplemento para forragens volumosas para gado de corte, suplemento para alimentação de porcos e cavalos, adubação orgânica, adubo foliar, cicatrizar o pé de batata após chuva de granizo, pulverização do milho, confecção de molde na indústria de fundição, confecção de refratários, revestimento de forno e na massa de tijolo na indústria cerâmica, dar consistência à porcelana, fabricação de briquete em mineração, dar consistência ao papelão e à casquinha de sorvete, em pneus, em velas para filtro de água, produção de proteína, levedura para panificação e antibiótico.

Produtos derivados da sacarose

A sacarose é um cristal branco em temperatura ambiente tem ponto de fusão a 186°C, tem massa molar de 342.24 g mol-1. O nome da sacarose pela IUPAC é (2R,3R,4S,5S,6R)-2-[(2S,3S,4S,5R)-3,4-dihydroxy-2,5-bis(hydroxymethyl)oxolan-2-yl]oxy-6-(hydroxymethyl)oxane-3,4,5-triol. Os derivados da sacarose podem ser resumidos em três grupos: éteres, ésteres e polímeros de sacarose.

Èsteres de sacarose ou sucroésteres

Os ésteres de sacarose ou sucroésteres são formados a partir da esterificação direta com cloretos de ácidos ou anidridos ou transesterificação a partir de triglicerídeos (lipídios)os ésteres de sacarose se destacam como mais viáveis comercialmente recebem até uma denominação sucroésteres; esses compostos são implegados principalmente na industria alimentícia por serem digestíveis, biodegradáveis e compatíveis com a pele servem desde a conservação de alimentos in natura como tomates, peras e maçãs até como insumo farmacêutico.

Éteres de sacarose

Os éteres derivados da sacarose são obtidos através da substituição de átomo de hidrogênio da hidroxila por grupos alquila ou benzila. Éteres de sacarose são utilizados nas indústrias farmacêutica e cosmética para espessamento de suspensão e substâncias insolúveis, estabilizador de emulsões, pastas, pomadas, geléias etc. e têm excelente estabilidade térmica e resistência microbiana para fungos.

Polímeros de sacarose

Formados a partir da polimerização da sacarose que pode ser realizada de duas formas: pela reação direta com compostos bifuncionalizados como diisocianatos ou diácidos e por via radicalar envolvendo substituintes insaturados, sejam eles ésteres ou éteres são muito usados na produção de géis de fralda e absorventes conhecidos como Sucrogéis.

Substâncias obtidas a partir da sacarose por via química ou fermentativa

SUBSTÂNCIA

PROCESSO

PRINCIPAL USO

Ácido Oxálico

Químico

Decapagem, fotografia, clareamentos.

Ácido Acrílico

Químico

Polímeros, materiais têxteis, adesivos, etc.

Ácido Acético

Bioquímico - Clostridum termoaceticum

Solvente industrial, cosméticos, alimentação.

Ácido Cítrico

Bioquímico - Aspergillus niger

Acidulante

Ácido Itacónico ou ácido metileno succínico

Bioquímico - Aspergillus terreus

Aglutinante para plásticos, colas, tintas, lubrificantes e revestimentos.

Ácido Lático

Bioquímico - Lactobacillus delbrueckii

Intermediário

Ácido L-Glutâmico

Bioquímico - Micrococcus glutamicus

Usos em alimentos

Ácido Tartárico

Químico e Bioquímico Gluconobacter suboxydans

Flavorizante, fotografia, bebidas, ligante quiral.

Ácido Propiónico

Bioquímico - Rhizopus nigricans

Intermediário Açúcar Invertido Químico ou Bioquímico Alimentos.

Poliacrilato

Químico

Encapsulamentos e hidrogel

n-Butanol

Bioquímico - Clostridium acetobutylicum

Solvente

Dextranas

Bioquímico - Leuconostoc mesenteroides

Cromatografia, Emulsificante, Petróleo

Etanol → Eteno

Bioquímico (Saccharomyces cerevisiae) e Químico

Combustível e polímeros

Ésteres Graxos

Químico

De tensoativo atóxico à substituto de gordura

Ésteres misto de acetato isobutirato (SAIB)

Químico

Emulsões em bebidas, cosméticos, fixador

Epóxi Ésteres

Químico

Resinas

Gomas Xantânicas

Bioquímico - Xanthomonas campestris

Cosméticos.

Hidrogéis

Químico/Bioquímico

Absorvente

Poli-acetatos

Químico

Adesivos e Vernizes

Sucralose

Químico

Adoçante Artificial

Uretanos

Químico

Polímeros

Bibliografia

KLUGE, R.A; MINAMI, K. EFEITO DE ÉSTERES DE SACAROSE NO ARMAZENAMENTO DE TOMATES `SANTA CLARA'. Sci. agric.,  Piracicaba ,  v. 54, n. 1-2, p. 39-44,  Jan.  1997 .   Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90161997000100006&lng=en&nrm=iso>. access on  04  Nov.  2017.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-90161997000100006.

BOSCOLO, Maurício. Sucroquímica: síntese e potencialidades de aplicações de alguns derivados químicos de sacarose. Quím. Nova,  São Paulo ,  v. 26, n. 6, p. 906-912,  Dec.  2003 .   Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-40422003000600021&lng=en&nrm=iso>. access on  04  Nov.  2017.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-40422003000600021.

FERREIRA, Vitor Francisco; ROCHA, David Rodrigues da; SILVA, Fernando de Carvalho da. Potencialidades e oportunidades na química da sacarose e outros açúcares. Quím. Nova,  São Paulo ,  v. 32, n. 3, p. 623-638,    2009 .   Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-40422009000300007&lng=en&nrm=iso>. access on  04  Nov.  2017.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-40422009000300007.

Comentários