As Tecnologias de Informação e Comunicação em Turismo

As Tecnologias de Informação e Comunicação em Turismo

Célsio Assane *

Este artigo, aborda sobre as Tecnologias de Informação e Comunicação no turismo, com grande enfoque no desenvolvimento da actividade turística. As TICs no turismo têm sido superior sobre outros sectores devido à sua intangibilidade que caracteriza ao turismo onde a informação alcança uns níveis de importância que chega a se transformar na matéria-prima para o desenvolvimento e existência da actividade turística.

Palavras-chave: Turismo, Agencias de Viagens, TIC’s, Internet, Comércio electrónico

This article focuses on Information and Communication Technologies in tourism, with a strong focus on the development of tourism. ICTs in tourism have been higher on other sectors due to its intangibility that characterizes tourism where the information reaches a level of importance that comes to become the raw material for the existence and development of tourism.

Keywords: Tourism, Travel Agencies, ICT, Internet, e-Commerce celsioassane@gmail.com assanecelsio@hotmail.com Licenciatura em Informação Turismo na Universidade Eduardo Mondlane, Escola Superior de Hotelaria e Turismo de Inhambane

Formado em Guias de Turismo, nível médio no Instituto Industrial e Comercial de Pemba e Hotelaria e Turismo nível Básico ADPP-Colégio Politécnico Nacala-Porto, Moçambique

1 Introdução

A comunicação é uma necessidade e algo que está presente na vida do ser humano desde os tempos que viu o homem a nascer, e a troca de informações, registo de fatos, expresso de ideias e emoções são factores que contribuíram para a evolução das formas de se comunicar que actualmente se vive, assim, com o passar do tempo, o homem aperfeiçoou sua capacidade de se relacionar.

A tecnologia cria novas perspectiva no mundo de negócios. Podemos constatar as suas vantagens nos países desenvolvidos e um pouco pelo mundo em geral. Através dela as empresas obtêm retornos acrescidos, e geralmente contribuem para uma melhoria do modo de vida das pessoas.

Este trabalho é uma forma de identificação e análise da influência das TIC no turismo, visto que o turismo é uma actividade transversal englobando todas as actividades, serviços e indústrias que oferecem uma experiência de viagem: transportes, alojamento, estabelecimentos de bebidas e comidas, locais de animação/equipamentos de lazer, lojas de comércio diverso, etc., justifica-se uma abordagem pelos diferentes componentes que estão interligados, sendo o turismo o elo que permite a ligação.

Uma facilidade de efectuar negócios a partir de casa ou de uma praia longínqua, permitiu uma fusão possível entre os negócios e a vida privada, facilitando a difusão do teletrabalho. Apesar desta revolução tecnológica permitir que actualmente consigamos obter informação de um modo mais rápido que nunca e de permitir também que a quantidade de informação relevante aumentasse, é necessário considerar que a quantidade de informação irrelevante também aumentou.

2. A Importância da Internet e do Comércio Electrónico na Web para o Turismo

Em termos de distribuição têm aparecido operadores mais pequenos com actividades de mercado para os quais Moçambique responde e ainda sem se esquecer da internet que tem vindo a crescer de forma gradual. Na rede há programas que visam localizar automaticamente sítios produtos turísticos e dar alerta automática, quando localizado o produto mais baratos a nível mundial presentes na internet.

Como o caso que convertem os preços para a moeda do local de onde partiu o pedido e acrescentam inclusive as taxas de importação e os custos de entrega. Em turismo, o factor preço nem sempre é o factor que determina a escolha do destino mas pode ser no caso de certos serviços de turismo como o aluguer de carros.

Uma das importâncias da internet e do comércio electrónico na Web para o turismo é particularmente útil para reservas de última hora porque é possível comprar «on-line» e directamente, quando as recepções e os agentes estão fechados.

As "cyber viagens" na Internet podem agora ser transformadas em viagens reaisbasta um
alojamento, dados sobre voos, destinos, mapas, meteorologia, câmbios, eventose acesso a

PC e uma ligação à Internet para o acesso a uma imensa quantidade de informações: catálogos de diversas agências de viagens, que desta forma podem ser permanentemente actualizados.

3 O Comércio Electrónico no Turismo

O comércio electrónico é uma forma de realizar trocas comerciais através dos meios da comunicação, isto é, os correios, a internet que e ainda não é um conceito fácil de assumir tecnologicamente falando.

O comércio electrónico pela internet, apresenta certas barreiras nem todo o mundo vai poder entrar de forma simples como se espera. A entrada na Internet não é tão banal como se espera mas, é necessário que a empresa que oferece os seus produtos pela Internet tenha a sua oferta totalmente actualizada e junte um valor acrescentado que a diferencie da concorrência.

A Internet impulsiona uma abertura e/ou criação de agencias de viagens e empresas do turismo para promover produtos e serviços turísticos dos destinos. Pode-se facilmente comprar bilhetes de voos, fazer reservas de quartos e serviços, uma transferência bancária, aluguer de carros, compras de produtos turísticos aos fornecedores, tudo sem se mexer e sair de casa, tudo no mundo Inteiro.

3.1 A Internet no Turismo

A Internet no turismo é uma rede de dezenas de milhares de computadores com softwares que entre comunicam uns aos outros através de uma linguagem (protocolo de comunicações) comum. Esta rede que compõem a Internet do turismo são operadas por múltiplas e diferentes organizações do turismo, seja elas hotéis, restaurantes, agências de viagens, ministérios de turismo, ONG entre outras da área turística, etc.

“A Internet permitiu a interactividade e a ligação em rede entre computadores, facilitando o acesso instantâneo e a distribuição de informação turística bem como o suporte e a reengenharia das reservas das organizações turísticas, permitindo a todos os utilizadores, sem necessidade de intermediários, aceder a informações turísticas e a efectuar reservas de produtos turísticos (Banzini, 2009). Como resultado, um mercado electrónico emergiu e a maioria dos fornecedores turísticos desenvolveu interfaces para comunicar directamente e eficientemente com os seus parceiros e com os clientes. ?

Ramos (2008: 24), A utilização da internet, no turismo terá como vantagens:

· Maior eficácia na obtenção da informação,

• Consequente aumento da competitividade da empresa, • Criação de maiores oportunidades de negócio,

• Maior capacidade de a empresa de adaptar às características e às necessidades específicas dos seus clientes.

E ainda tem como desvantagens na utilização das TIC, tais como:

• O investimento necessário em equipamentos e software,

• A incerteza quanto ao futuro das TIC. Neste momento a evolução tecnológica é extremamente rápida o que faz com que a obsolescência dos componentes se acentue muito rapidamente.

4 Principais Tendências do Mercado Turístico com as TIC’s

Com as novas tecnologias é possível utilizar em partes para optimizar os trabalhos de uma agência de viagem ou para criação de um novo canal de distribuição, e que nesta perspectiva várias são as áreas que as novas tecnologias podem influenciar:

· Redução de custos - através de comunicação dentro da empresa usando o correio electrónico (entre sede e filiais) ou entre a agência e os seus fornecedores, está a começar ganhar espaço nas empresas e que permite a redução de custos de comunicação e de impressão. E num futuro próximo será possível viajar sem bilhete de voo, isto é, a desmaterialização.

• Aumento da produtividade – com a utilização dos Sistemas de Distribuição Global, incrementou a redução de tempo de trabalho, visto que o microprocessador permitir a automatização das funções tais como a facturação, a contabilidade, os mailings de informação.

• Melhor gestão dos clientes ? através destas TIC que permite a construção de uma base de dados para gestão aprimorada dos contactos dos clientes, e assim a empresa passa a enviar catálogo dos produtos recentes e ainda passa a conhecer seus próprios clientes.

• Melhor serviço de venda - a utilização de tecnologias multimédia, vem suportar o processo de venda; apresentar os diferentes serviços que uma agencia ou um hotel podem oferecer, são informações que poderão impressionar e incentivar um cliente a adquirir um certo bens e/ou serviços.

• Maior informação ? as agências de viagens, com a Internet permite lhes procurar novos fornecedores e conhecer os seus produtos de um modo rápido; e ainda procurar operadores turísticos que possam vir a ser parceiros nos países dos destinos que divulga.

O aparecimento da Internet, surgem algumas oportunidades que permitem o acesso directo entre clientes e fornecedores e estes apresentam os seus produtos em termos favoráveis quando comparados com os intermediários, então estão em condições de atrair clientes e de vender directamente. Noutra perspectiva, os retalhistas e os intermediários, bem como os novos intermediários electrónicos, desenvolvem a sua presença na Internet de forma a acrescentar valor às necessidades dos clientes ocorrendo assim um processo de reintermediação, ou seja, têm de reinventar o seu papel na cadeia de distribuição turística para salvaguardar a sua posição futura garantido assim a sua sobrevivência (Ramos, 2008 p.35- 36).

5 Conclusão

Como actualmente tem se visto, que as empresas do ramo do turismo, agências de viagens, hotéis e restaurantes, já procuram deixar o seu nome, logótipo nas redes sociais, nos websites como uma forma de fazer conhecer ao seu público-alvo, a sua existência.

Sendo assim, há necessidade de todos eles, abrirem websites que possua informação actualizada, e credível visto que a maior parte dos jovens isto é a camada dita abrangida pelo eclipse turística o acto de viajar já tem os actuais andróides, os iphone, smartphone, com capacidade de acessar a internet descarregar fotos e vídeos, de modo a incentivar os na tomada de decisão para a sua viagem

A relação obscura entre o turismo e as TIC causou o surgimento de um novo tipo de turista. Um turista mais experiente e conhecedor, que cada dia que passa procura uma informação dinâmica e verídica sobre o destino que o apaixone. Para além disso, as TIC facilitam a comunicação, apresentação e venda de produtos turísticos de forma presencial de organizações turísticas na Internet e tem crescido de forma intensa, para apresentar, promover, vender ou comunicar informação turística.

6 Referencias Bibliográficas

1. Ramos, C.M.Q. (2011), Turismo Electrónico, revisão de literatura [online], Disponível em URL: https://sapientia.ualg.pt/handle/10400.1/1092 [acessado 30/08/2014] 2. ABRANJA, N et al (2012). Gestão de Agências de Viagens e Turismo. Lisboa: Lidel –

Edições Técnicas, Lda 3. Aplicação das TIC ao Turismo, [online] disponível em URL: http://informaticaeturismo.blogspot.com/2011/03/aplicacao-das-tic-ao-turismo.html, [data de último acesso: 28/08/2014] 4. Tecnologias da informação e comunicação, [online] disponível em URL: http://pt.wikipedia.org/wiki/Tecnologias_da_informa%C3%A7%C3%A3o_e_comunica %C3%A7%C3%A3o. [data de ultimo acesso: 04/08/2014]

Comentários