LPL II - Apresentação - Variantes Musicais

LPL II - Apresentação - Variantes Musicais

Variantes Linguísticas

Língua Portuguesa e Literatura

Prof. Maria do Carmo

Camila da Silva Rodrigues 10108376 Débora Alexandre da Silva 10108554 Débora Xavier de Souza 10108287 Gabriela Mayara Villela Xavier 10108358 Luana Sato Suguiura 10108447 Pricila Yessayan 10108251

Língua Portuguesa e Literatura

Prof. Maria do Carmo

Variante Regional

Variante Regional

  • Mexe, Mexe, Mainha – É o Tchan

Você mexe comigo

Quando começo a mexer

Mexe, mexe, mainha

Quero sambar com você

Roda, roda, mainha

Quero quebrar com você

Variante Regional

  • Mainha:

    • forma carinhosa da maioria dos nordestinos chamarem sua mãe.
    • Exemplo:
      • mainha, painho quer me bater!

Fonte:http://www.dicionarioinformal.com.br/definicao.php?palavra=mainha&id=4256

Variante Contextual

Variante Regional

  • Bancarrota Blues - Chico Buarque

Uma fazenda

Com casarão

Imensa varanda

jerimum

Dá muito mamão

Pé de jacarandá

Eu posso vender

Quanto você dá?

Variante Regional

  • Jerimum:

    • sm. Bras. N. N.E. 1. abóbora; 2. aboboreira

Fonte: FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda – Miniaurélio: o minidicionário da língua portuguesa – 7. ed. – Curitiba: Ed. Positivo; 2008.

Variante Regional

  • Sobre O Tempo – Pato Fu

Tempo, tempo mano velho,

falta um tanto ainda eu sei Pra você correr macio

Variante Regional

  • Mano:

    • sm. Fam. 1. irmão; 2. amigo cordial
    • Sinônimos: irmão, manito, maloqueiro, bandido, pessoas suspeitas, vileiro, rapper, assaltente, amigo.
    • Exemplos:
      • Olha a cambada de mano que tá vindo pra cá, vamos fugir!
      • E ae, mano, pegando muitas mina?

Fonte 1: FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda – Miniaurélio: o minidicionário da língua portuguesa – 7. ed. – Curitiba: Ed. Positivo; 2008.

Fonte 2: http://www.dicionarioinformal.com.br/definicao.php?palavra=mano&id=654

Variante Regional

  • Adeus Mariana – Gaucho da Fronteira

...

É gaúcha de verdade de quatro costados Usa chapéu grande, bombacha e espora E eu que tava vendo o caso complicado Disse “adeus Mariana, que eu já vou embora”

...

Variante Regional

  • Bombachas:

    • sfpl. Bras. Calças muito largas em toda a perna, salvo no tornozelo.
    • Certa parte da roupa tradicional do gaúcho. Usado no lugar da calça quando o gaúcho está “piuchado”.

Fonte 1: FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda – Miniaurélio: o minidicionário da língua portuguesa – 7. ed. – Curitiba: Ed. Positivo; 2008.

Fonte 2:http://www.dicionarioinformal.com.br/definicao.php?palavra=bombacha&id=3788

Variante Regional

  • Nheco Vari Nheco Fum – Gaucho da Fronteira

Vou contar dum casamento que eu fui lá pra Muçum Da cumadre

nheca nheca

e o cumpadre varifum Nasceu um guri bem lindo O problema era só um Dar um nome pra esse cuera, sobrenome nheco fum

Variante Regional

  • Cumadre (Comadre):

    • sf. 1. Madrinha, em relação aos pais no neófito. 2. Mãe do neófito, em relação aos padrinhos deste. 3. Fam. Parteira. 4. Pop. Urinol chato, para doentes acamados.

  • Cumpadre (Compadre):

    • sm. 1. Padrinho de um neófito, em relação aos pais dele. 2. Pai do neófito, em relação aos padrinhos
  • Guri:

    • sm. Bras. Menino

Fonte: FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda – Miniaurélio: o minidicionário da língua portuguesa – 7. ed. – Curitiba: Ed. Positivo; 2008.

Variante Regional

  • Nóis não vive sem Muié – Gilberto e Gilmar

...

Mais só não pode é acabar com as muié Nóis não vive sem muié Nóis é doido por muié

...

Variante Regional

  • Muié:

    • Mulher

Fonte: http://www.dicionarioinformal.com.br/definicao.php?palavra=mui%E9&id=3656

Variante Histórica

Variante Histórica

  • Beijo Fatal

Oh! Dá-me por Deus

e; por Calvário, os lábios teus

Aquele beijo, meu amor,

tinha dulçor...

Aquele beijo foi fatal!

Nele a minh’alma arrebataste

e me deixaste,

num desalento sem igual!

Na solidão em que me vejo,

meu desejo

é ver-te aqui e, em vão, te chamo!

Variante Histórica

  • Cristo Cura, Sim!

Derramou seu sangue puro

P’ra remir a mim;

Quando ungido de azeite,

Sou curado, enfim!*

Variante Contextual

Variante Contextual

  • Adoleta

Adoleta,

Lê pêti, pêti pô lá,

Lê café com chocolá,

Adoleta

Puxa o rabu do tatu, quem saiu foi tu

Barra, berra, birra, borra, burra.

Variante Contextual

  • Adoleta

A palavra adoleta ainda não está registrada.

No dicionário e na enciclopédia se encontra a palavra "adoleta“

Adoleta tem 7 letras, 4 Vogais (a, o, e, a) e 3 Consoantes (d, l, t). A palavra escrita ao contrário é: ateloda Para muitas pessoas a PALAVRA adoleta tem um significado especial.

Variante Contextual

  • A Casa

Era uma casa muito engraçada

Não tinha teto não tinha nada

Ninguém podia entrar nela não

Porque na casa não tinha chão

Ninguém podia dormir na rede

Porque na casa não tinha parede

Ninguém podia fazer pipi

Porque pinico não tinha ali

Mas era feita com muito esmero

Na rua dos bobos número zero.

Variante Contextual

  • Pipi e seus significados:

    • Urina
    • O órgão sexual do menino ou da menina
    • Fazer pipi, urinar. O mesmo que fazer xixi, urinar.
    • Planta fitolacácea, árvore medicinal do Brasil. (Pitiveria alliacea).
    • Nome que as crianças dão a qualquer ave, especialmente galinácea
    • interj Usada para chamar os galináceos para lhe dar de comer.
    • (tupi pipí) Mucuracaá.
    • Pop. Indivíduo elegante com certo exagero.
    • Variedade de pêra!pera doce e aromática
    • Ocasionalmente elegante.
    •  Elegante, com certa nota de exagero.

Variante Contextual

  • Meu Lanchinho

Meu Lanchinho

Meu Lanchinho

Meu lanchinho, meu lanchinho

Vou comer, vou comer

Prá ficar fortinho, prá ficar fortinho

E crescer! E crescer!

Variante Contextual

Variante Contextual

Nana, neném

que a cuca vem pegar

papai tá na roça

mamãe foi cozinhar.

Variante Contextual

  • na.na

    • (de nanar) sf 1 Ato de nanar. 2 Canto para fazer uma criança adormecer.
  • ne.nê

    • (voc onom) sm pop Criancinha, criança recém-nascida ou de poucos meses; bebê. Var: neném.

Variante Social

O som dá medo. E prazer.

Janaina Medeiros

Varientes linguistiguas:

Origem e significado da palavra Funk

Os proibidões:

"Audi,

Civic,

Honda,

Citröen e o

Corolla

Mas se tentar fugir

Pá! Pum!

Tirão na bola

Na Chatuba é 157

MC Frank

Neofeminismo e funk

“Dói

Um tapinha não dói

Um tapinha não dói

Dói...”

MC Beth

Dinâmica

Extraído e adaptado do processo de seleção Jornal Olho Vivo.

“Um senhor de fala simples chegou à recepção do jornal com o objetivo de publicar um anúncio referente à venda de uma chácara. Ele já apresentava uma certa idade e era extremamente simpático, começou a contar sua história de vida e disse que tinha acabado de chegar em São Paulo, trazia nas mãos um papel todo amassado no qual continha as informações para publicação do anúncio:

-Fia quero que ocê bote essas informação nu jornal pra eu!

Uma semana depois...

Esse mesmo senhor voltou extremamente irritado, pois não ficou satisfeito com o anúncio.”

Com base nos conhecimentos que adquirimos ao longo de todos os seminários qual a ligação entre o estudo de variantes lingüísticas e a proposta do “Jornal Olho Vivo” ao inserir essa suposição?

Qual a importância de ter pleno domínio das mais diversas variantes lingüísticas no mercado de trabalho?

“um bom comunicador precisa estar apto a adequar a linguagem”

Comentários