Nocoes de Administração Publica

Nocoes de Administração Publica

(Parte 1 de 10)

Noções de Administração Pública

Ciro Bächtold

Cuiabá, 2008

Ministério da Educação

Escola Técnica Aberta do Brasil Escola Técnica da Universidade Federal do Paraná

Ficha Catalográfica

B124n , Ciro

Noções de Administração Pública / Ciro Bächtold. -

Cuiabá: EdUFMT; Curitiba: UFPR, 2008. 110p.: il. ; color.

1. Administração Pública 2. Administração Pública - Textos didáticos I. Título. CDU - 35(075)

Bächtold

Profª Drª Ana Arlinda de Oliveira - UFMT Profª Drª Lucia Helena Vendrusculo Possari - UFMT Profª Drª Gleyva Maria Simões de Oliveira - UFMT Prof. M. Sc. Oreste Preti - UAB/UFMT Profª Esp. Mércia Freire Rocha Cordeiro Machado - ET-UFPR

Ana Arlinda de Oliveira

Profª Drª Maria Lucia Cavalli Neder - UFMTComissão Editorial Designer Educacional

1UNIDADE

13Noções de Administração Pública - Ciro Bächtold

Para iniciarmos, é importante um comentário geral sobre a disciplina.

Nosso objetivo é trabalhar noções básicas que nos auxiliem a entender o papel do Estado e avaliar a situação em que nos encontramos. O objetivo não é atacar ou defender o Governo e suas instituições, mas tratar de conhecer um pouco mais da instituição que cuida dos interesses do povo e que merece ser estudada.

Está ficando normal aparecerem, nos meios de comunicação, denúncias sobre desvio ou mau uso do dinheiro público. Pessoas se utilizam de cargos públicos unicamente para lograr proveito pessoal. Sim, é dinheiro nosso, dos cidadãos que contribuem com tributos, que são transferidos para o Governo, no intuito de possibilitar a administração pública. Ficamos revoltados com isso, não é mesmo? O pior é que, se você não liga para isso, é mais uma prova de que a corrupção está tão instalada em nossa cultura, e razão por que nossa imagem no exterior não é das melhores. Grande parte da população está indiferente e alguns chegam a dizer: “Se eu estivesse lá, faria a mesma coisa!”. Por culpa disso, a opinião pública majoritariamente vê, de modo pejorativo, a figura do político, como aquele que está lá para legislar em causa própria e para tirar proveito de seu cargo.

É hora de combater a corrupção e os maus políticos, envolvendo cada vez mais pessoas boas e honestas no processo eleitoral. Se as pessoas boas não querem se incomodar, os maus irão governá-las e incomodá-las.

Quando isso vai mudar? Quando a população receber instrução e participar mais ativamente na administração pública. Precisamos, cada vez mais, de gente boa e honesta participando para mudar essa realidade. Tem gente boa na política, mas é preciso saber separar o joio do trigo, uma boa de uma má administração, um bom de um mau governante. É hora de despertar! Nós somos importantes neste processo e precisamos melhorar nosso país.

Nosso conhecimento sobre a administração pública será enriquecido se estudarmos outras ciências como Antropologia (estudo do homem e seus características físicas, cultural ou social), Arqueologia (estudo da antiguidade), Sociologia (estudo dos agrupamentos humanos e as leis que os regem), Filosofia (estudo da causa e conseqüência dos fatos), Psicologia (estudo das manifestações da alma, a vida de relação do homem), Direito (estudo das leis, ciência social e jurídica), Política (estudo do governo dos povos), Economia (estudo da produção, distribuição e consumo de riquezas), Geografia (estudo dos lugares), entre outras ciências como História (estudo dos fatos que ocorreram com a humanidade). Gilberto Cotrim, em seu livro História e Consciência do Mundo, faz a seguinte citação: “Estudar história é adquirir consciência do mundo e dos homens. Consciência do que fomos para transformar o que somos”.

Como tudo começou? Qual sua opinião?

É polêmico e várias são as teorias sobre a origem da vida humana na Terra. Alguns acreditam na Teoria da Evolução de Charles Darwin, publicada em seu livro a Origem das Espécies (1836), em que o homem é fruto da evolução das espécies. Quem é adepto ao cristianismo (grande maioria no Brasil) cre na Teoria da Criação, em que Deus ao homem, conforme segue:

multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominaiGêneses 1.27-28 Livro

“Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou: homem e mulher os criou. E Deus os abençoou, e lhes disse: Sede fecundos, Bíblia que trata da criação do mundo, do homem e da civilização). Você sabia que a Bíblia Sagrada é uma rica fonte de informações sobre Administração?

Há ainda outras teorias sobre a origem da vida na Terra, mas é inquestionável que a vida humana surgiu na Terra há milhões de anos e, com o passar do tempo, tornou-se necessária a instituição de regras de convivência entre os homens, nem sempre harmoniosas, e a administração pública passou por transformações significativas, sempre se adaptando às mais diversas correntes de pensamentos e formas de governo, respeitando a vontade e a cultura dos povos. Vale o adágio popular: “A Administração tem a cara do governante, e o governante a cara do povo”.

Referências pré-históricas acerca das magníficas construções erigidas durante a Antigüidade no Egito, na Mesopotâmia, na Assíria, testemunharam a existência em épocas remotas de dirigentes capazes de planejar e guiar os esforços de milhares de trabalhadores em monumentais obras que perduram até nossos dias, como as pirâmides do Egito. Os papiros egípcios, atribuídos à época de 1.300 a.C, já indicam a importância da organização e da administração da burocracia pública no Antigo Egito. Na China, as parábolas de Confúcio sugerem práticas para a boa administração pública (CHIAVENATO, 2003, p.26).

14Noções de Administração Púlbica - Ciro Bächtold

A Criação de Adão – Pintura de Michelangelo, no teto da Capela Sistin.(residência oficial do Papa)

Piramides - EgitoEsfinge - Egito

Muralhas da China

Podemos citar ainda outras grandes realizações, como a Muralha da China ou as esculturas Maias no México, as construções Incas em Macchu Picchu – Peru, enfim muitas outras obras maravilhosas construídas pela ação da sociedade humana.

Edificação MaiaEdificação Inca

Você já parou para imaginar quanto trabalho eles tiveram para construir tudo isso?

15Noções de Administração Púlbica - Ciro Bächtold

A sociedade, em sua evolução, tem passado por momentos de grandes transformações, exigindo cada vez mais dos governantes e de sua equipe de trabalho. A satisfação das necessidades da população é o motivo principal da existência de um governo, e este deve esforçar-se para atender ao povo que legitimou este poder.

Houve `` descobrimentos de terras´´e civilizações que desapareceram; períodos de escravatura e revoluções de libertação. Enfim, a história humana é rica em acontecimentos, mas sempre a administração pública esteve presente, adaptando-se à vontade e, muitas vezes, à necessidade do governo.

O estudo da administração pública é fascinante, concorda? A boa notícia é que não se necessita de alto grau de instrução ou cultura para aprender. Basta ter vontade e determinação. Fique atento ao noticiário, acompanhando os temas que dizem respeito à administração pública!

Nem o homem das cavernas escapou da Administração Pública!

Você sabia que a pré-história retrata a época do surgimento do homem na Terra e se estende até o período do surgimento da escrita?

1 – Período Paleolítico (Idade da Pedra Lascada)

O homem precisou aprender a cooperar e a se organizar socialmente. Da eficiência dessa organização dependia sua alimentação e segurança. A liderança era exercida pela força física. Surgiram então os primeiros clãs (grupo formado por famílias descendentes de ancestrais comuns). Era normal a vida nômade, e buscavam a alimentação sempre em novas fontes, quando o local de residência apresentava escassez de recursos.

2 – Período Neolítico (Idade da Pedra Polida)

O homem passou a interferir decisivamente no meio ambiente. Organizou-se para cultivar a terra, obtendo plantas, e passou também a domesticar animais, controlando sua fonte de alimentação. Evoluiu para uma fase sedentária. Foi uma das maiores transformações da história humana. A partir deste momento, o homem passou a dominar técnicas que permitiam sua fixação. Antonio Pedro, no livro História Geral, 1995, escreve o seguinte: “Não havia distinção social entre os membros do grupo: todos trabalhavam e o produto era consumido igualmente por todos. Havia somente uma divisão sexual do trabalho: as mulheres teciam, cuidavam das plantações e faziam pequenos cestos, enquanto os homens cuidavam dos animais e construíam casas. A necessidade de proteção levou à formação de grupos sociais mais complexos: as tribos”. Ou seja, enquanto as

Seção1 - A Administração Pública na Pré-História

Homens das cavernas no território da atual Rússia (livro soviético sobre História da Rússia; sem copyrights desde a dissolução da URSS) - http://pt.wikipedia.org/wiki

16Noções de Administração Púlbica - Ciro Bächtold mulheres cuidavam dos filhos e afazeres domésticos, os homens cuidavam da proteção e sustento. Nesse período, até mesmo as ferramentas de trabalho eram comuns. A necessidade de maior controle da agricultura e criação de animais fez surgir a divisão do trabalho e a especialização de funções.

E eu que pensava que divisão do trabalho era coisa nova!

Por exemplo, veja a lição de divisão do trabalho que Moisés recebeu de seu sogro Jetro (Êxodo 18.13-27).

3 – Período dos Metais (Idade dos Metais)

A partir daí, surgiu a civilização, que é o estabelecimento dos homens sobre uma área continuamente possuída e cultivada, vivendo em construções habitadas, com regras e uma cidade comum. Começaram a surgir as primeiras cidades, com populações que se aproximavam de 2.0 habitantes.

Nas sociedades civilizadas aparecem as propriedades privadas, e aqueles que possuem propriedade se tornam ricos, e os que nada acumulam passam a depender dos ricos e ser explorados.

(Parte 1 de 10)

Comentários