Diorito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Ir para: navegação, pesquisa

Diorito é uma rochaígnea, formada pelo lento resfriamento no interior da crosta terrestre. É encontrado na borda de plutonitos.[1] É uma rocha com quantidades intermédias de sílica (entre 52% a 65%, aproximadamente), conferindo-lhe uma acidez intermédia. Esta rocha contém piroxenas e anfíbolas como minerais essenciais, no grupo dos minerais ferromagnesianos, e plagioclases. O dioríto é o equivalente plutónico ou intrusivo do andesíto. O lento arrefecimento dos magmas que originam esta rocha proporcionam a formação de minerais vísiveis a "olho nu" - rocha fanerítica/granular.

diorito

Foto da rocha

Fotomicrografia

Diorito fanerítico com textura granular.

Textura granular em diorito caracterizado por ripas de plagioclásio com geminação albita. Em menor quantidade ocorrem piroxênios com cor de interferência amarelada e hornblenda marrom; nicóis cruzados; traço em vermelho equivale a 200 m.

 

Mineralogia principal - plagioclásio (An40-45), hornblenda e freqüentemente biotita ou augita, e  menores quantidades de feldspato potássico e quartzo.

Minerais acessórios - apatita, zircão, titanita, magnetita e allanita.

Estrutura - compacta, podendo ser maculada.

Texturas Magmáticas

   Grau de cristalinidade - holocristalina

   Grau de visibilidade - fanerítica

   Tamanho dos cristais - fina a grossa

   Tamanho relativo dos cristais - equigranular a megaporfirítica

   Relação geométrica dos cristais - hipidiomórfica

   Articulação entre os cristais - irregular

   Arranjo (trama) - granular, podendo ser do tipo sal e pimenta

   Acidez - intermediária

   Sílica saturação - saturada

   Relação de feldspatos - sódico - cálcica

   Índice de coloração - leucocrática a mesocrática

   Índice de alumina saturação - metaluminosa a peralcalina

   Alcalinidade - subalcalina (cálcio-alcalina) ou alcalina

Observações - Rocha granular caracterizada pela abundância de plagioclásio. Seu correspondente efusivo é o andesito.

Comentários