Franquias

Franquias

FRANQUIAS

O QUE SÃO FRANQUIAS?

  •  

  • Franquia empresarial é o sistema pelo qual um franqueador cede ao franqueado o direito de uso de marca ou patente, associado ao direito de distribuição exclusiva ou semi-exclusiva de produtos ou serviços e, eventualmente, também ao direito de uso de tecnologia de implantação e administração de negócio ou sistema operacional desenvolvidos ou detidos pelo franqueador, mediante remuneração direta ou indireta, sem que, no entanto, fique caracterizado vínculo empregatício

  • (Lei nº 8.955/94 – Lei de Franquias)

HISTÓRIA

  • Primeiras práticas comerciais que se assemelham ao sistema de franquias: século XII em Londres

  • Considera-se que começou nos EUA, após a guerra civil: a SINGER estabelece uma rede de revendedores

  • A evolução ocorreu de forma natural em resposta aos problemas que os empresários enfrentavam

FRANQUIAS SIMPLES

  • Primeira Geração

  • licença restrita ao uso da marca e distribuição do produto com ou sem exclusividade;

  • pouco suporte operacional e mercadológico

  • chamadas “franquias de marca”

  • Segunda geração

  • licença restrita ao uso da marca e distribuição do produto com ou sem exclusividade;

  • suporte para operação do negócio: direcionados para comprarem produtos do franqueador, único fornecedor, os royalties podem estar incluídos no preço do produto

  • o apoio se restringe ao projeto de identificação visual, arquitetônico e aspecto da comercialização do produto; quase nada de know-how em gestão do negócio: o franqueado acredita que o sucesso do seu negócio está baseado no sucesso do produto que está vendendo

FRANQUIAS DE NEGÓCIOS FORMATADOS

  • Surgiram quando as redes perceberam que ao dar maior suporte ao franqueado, suas redes de franquias de produto e marcas teriam maiores oportunidades competitivas.

  • Concedida licença ao uso da marca, os direitos de distribuição de produtos próprios ou de terceiros, com exclusividade dentro de certos limites territoriais, agregado a um sistema de gestão empresarial comprovadamente de sucesso.

  • Suporte operacional intenso

  • Monitoramento das ações: padrões pré-definidos.

FRANQUIAS DE NEGÓCIOS FORMATADOS

  • Ray Croc: rede McDonald’s  “o verdadeiro produto de uma empresa é a própria empresa”

  • Apoio, suporte e orientação: contínuo e consistente

  • Padronização da operação da rede

  • O empreendimento passou a ser encarado como o produto

  • Foco: relacionamento, visando soluções para o sucesso dos empreendimentos.

COMO ADQUIRIR UMA FRANQUIA?

  • Para escolha de uma franquia devem ser avaliados em conjunto, todos os aspectos técnicos do Plano de Negócio, a maturidade e força da marca, a ética e respeito de padronização da rede, o potencial do negócio frente ao mercado; a adaptação à cultura local e regional; o nível de rentabilidade comparativo, e, principalmente, a confiabilidade entre as partes.

As etapas para adquirir uma franquia:

  • As etapas para adquirir uma franquia:

  • Auto-análise do Perfil Empresarial

  • Optar entre a Franquia e o Negócio Independente

  • Identificar Expectativas

  • Conhecer as Vantagens e Riscos das Franquias

  • Pesquisar as Melhores Franquias

  • Analisar os Tipos de Franquias

  • Analisar as Modalidades de Franquias

  • Analisar as taxas de franquia

  • Decidir pela melhoria da franquia

  • Avaliar a documentação

  • Assinar o Contrato Defintivo

VANTAGENS

  • Perspectiva de sucesso de um negócio já experimentado, com marca consagrada no mercado.

  • Planejamento e pesquisas, orientações e aperfeiçoamentos sob a responsabilidade do franqueador.

  • Conhecimento do mercado, pontos fortes e fracos, com apoio de especialistas. Instalação (comunicação visual/arquitetura).

  • Economia de escala em compras de maiores volumes e custos de propaganda, promoções.

  • Know-how adquirido

  • Maior chance de sucesso

DESVANTAGENS

  • Autonomia parcial

  • Maiores controles

  • Risco de desistência

  • Taxas de franquia

  • Cuidados para seleção

  • Localização forçada

  • Risco associado ao desempenho

Como saber se uma franquia é séria?

  • *Perguntar a um franqueado

  • Quando ele comprou a franquia?

  • (até 2 anos os franqueados tendem a idolatrar o franqueador, e entre 2 e 4 anos, costumam ocorrer os maiores conflitos...

  • Com mais de 4 anos de franquia, a opinião provavelmente será mais correta.)

  • 2) Por que escolheu esta? (compare com suas razões)

  • 3) Qual era seu conhecimento/experiência anterior em negócios?

  • 4) O que você esperava? Suas expectativas estão sendo satisfeitas?

  • 5) Houve problemas? Quais?

  • 6) Qual o tamanho do território? É exclusivo?

  • 7)Qual sua maior reclamação do franqueador?

  • 8)Qual seu maior elogio ao franqueador?

  • 9)Como está sua relação com o franqueador?

LEGISLAÇÃO

  • Lei 8.955/94

  • Única lei que regulamenta o Franchising no Brasil

  • Dispõe sobre o contrato de franquia empresarial (franchising) e dá outras providências.

  • Art. 3º - Circular Oferta de Franquia (COF): importante documento formal a ser entregue ao candidato a franqueado.

  • Informações sobre o Franqueador, a franquia, situação legal de sua marca ou marcas, investimentos e recursos necessários, taxas e pagamentos e outras informações.

  • Art. 4º - COF: entregue ao candidato no mínimo 10 (dez) dias antes da assinatura do contrato ou pré-contrato de franquia ou ainda do pagamento de qualquer tipo de taxa pelo franqueado.

  • COF - primeira etapa que antecede o pré-contrato, contrato de franquia e contrato de locação ou sublocação.

Franchisisng x Licenciamento

  • Empresas se utilizam do licenciamento como forma de escapar de algumas obrigações legais previstas na Lei nº8.955/94

  • Ambos são canais que uma empresa pode utilizar para escoar seus produtos ou serviços, interagir com os consumidores e rentabilizar seus ativos.

  • Licenciamento: versão “descomplicada” do Franchising?

  • “se há licença de marca, combinada com a distribuição de produtos ou serviços, com controle e padronização do ponto de venda, serviços e know-how operacional, mediante pagamentos diretos ou indiretos (embutidos no preço de produtos ou outros bens), estamos diante de uma franquia”.

  • Do ponto de vista legal, o que importa é verificar se há, ou não, o enquadramento na definição da lei.

ALGUNS ASPECTOS INERENTES DAS FRANQUIAS

  • Franqueado (Franchisee): pessoa física ou jurídica que adquire a franquia, cuja finalidade está na distribuição do objeto da franquia. As obrigações do franqueado estão discriminadas no contrato e no Manual de Franquia.

  • Franqueador (Franchisor): pessoa física ou jurídica que concede e vende a franquia. É aquele que detém a marca e o know-how (experiência, técnica) de comercialização de um bem ou serviço e que cede seus direitos de uso e/ou de revenda através de um contrato.

  • Consultoria de Campo: visitasperiódicas às franquias com o intuito de avaliar cada unidade, levantar problemas, fornecer informações, ministrar treinamentos e reciclagens “in loco”, atualizar procedimentos, verificar os padrões de rede, orientar e dar assistência ao franqueado e sua equipe na operação e gestão da unidade e etc.

Fundo de Propaganda: viabilizar as ações de marketing e publicidade da rede de franquias.

  • Fundo de Propaganda: viabilizar as ações de marketing e publicidade da rede de franquias.

  • Taxa de Publicidade: contribuição que todos os franqueados a ser aplicado na promoção e divulgação da marca e dos produtos.

  • Taxa de Franquia (Franchise Fee): taxa única paga pelo franqueado para obter o direito de abrir uma franquia.

  • Taxa de Royalties: pago mensalmente referente a um percentual sobre o faturamento da franquia que diz respeito ao repasse de tecnologia e à prestação de serviços como treinamento, pesquisa, desenvolvimento de produtos e suporte operacional.

  • Conselho de Franqueados: órgão de representação coletiva dos franqueados junto ao franqueador

  • Plano de Expansão de Franquias: utilizado quando uma empresa toma a decisão de se tornar uma franquia.

Características das Franquias

  • Franquia Combinada - É aquela que reúne diferentes tipos de franquias com um único franqueado, num mesmo ponto comercial.

  • Franquia de Conversão - É o tipo de franquia onde o empresário converte sua unidade independente em uma unidade franqueada, tranferindo sua tecnologia de negócio isolado para o franqueador, mas tendo que se ajustar às normas gerais e aos padrões da franquia escolhida.

  • Franquia Individual - É a modalidade de franquia mais comum, que não divide espaços com outras franquias. Neste caso, o franqueador outorga direitos exclusivos para que o franqueado passe a operar a franquia em uma determinada locação. Franquias de Mini-Unidades ou Mini-Franquias - É uma modalidade da franquia individual, com ponto comercial versátil.

  • Franquia Mista - Na franquia mista, como o nome sugere, o franqueador recebe uma taxa para atuar como fornecedor de produtos, intermediando o processo de distribuição entre produtores e franqueados, além de cobrar os royalties e taxas de franquia de seus franqueados.

  • Franquia Múltipla - Na franquia múltipla, é permitido que o franqueado forme uma rede local com várias modalidades de franquias.

  • Franquia de Negócio Formatado (Business Format Franchising) - É quando o negócio engloba todos os aspectos do funcionamento do sistema, nos quais os procedimentos operacionais são colocados em manuais, de forma que o franqueado atue com todas as características da rede de franquias.

  • Franquia Pública Formatado (Business Format Franchising) - É uma parceria estabelecida entre os órgãos da administração pública e empreendedores privados, em busca da expansão dos negócios do Estado e o alcance de novos mercados.

  • Franquia Pura - Na franquia pura, o franqueador não atua como fornecedor e não recebe nenhum tipo de remuneração sobre o fornecimento de terceiros. Sendo assim, o franqueador tem sua rentabilidade proveniente apenas dos royalties e das taxas de franquia cobradas de seus franqueados. Esta modalidade de franquia está mais presente nos setores de alimentação e de serviços.

  • Franquia "Shop in Shop" - Nesta modalidade operacional de franquia o empresário aproveita seu atual ramo de negócios, incluindo seu ponto comercial, para incorporar uma mini franquia, que pode ser uma mini loja ou um quiosque.

  • Franquia Social - Assim como a Franquia Empresarial, a Franquia Social também tem por objetivo possibilitar entidades a trabalhar em rede e multiplicar o conhecimento de metodologias, técnicas e experiências.

Franquia Unitária - Nesta modalidade operacional de franquia o franqueador empresta ou cede o direito de implantação e operação ao franqueado. Como pré-requisitos, o franqueador exige uma unidade específica em local determinado, com exclusividade.

  • Franquia Unitária - Nesta modalidade operacional de franquia o franqueador empresta ou cede o direito de implantação e operação ao franqueado. Como pré-requisitos, o franqueador exige uma unidade específica em local determinado, com exclusividade.

  • Master Franquia - Sistema pelo qual o franqueador concede a terceiros o direito de vender a sua marca em determinada região. Desta forma, o franqueado, sob autorização do franqueador, pode repassar a marca e/ou método de trabalho para outras pessoas, os subfranqueados.

  • Unidade-Piloto - É uma unidade que deve ser implantada, operada e gerida pelo eventual franqueador, para testar a viabilidade do sistema de franchising antes de vendê-lo ao mercado.

CRESCIMENTO DA PARTICIPAÇÃO DAS FRANQUIAS NA ECONOMIA BRASILEIRA / DESEMPENHO DO SETOR DE FRANQUIA EM 2007

  • Impulsionam o crescimento do franchising: a falta de crédito para o empresário e a cultura empreendedora brasileira;

  • Mudanças na profissionalização do setor: hoje, mais de 50% são empresários ou executivos que já passaram por grandes empresas;

  • O setor de franchising movimenta aproximadamente R$ 30 bilhões anualmente; em 2007 a ABF registrou um faturamento recorde de R$ 46 bilhões;

  • Aumento no número de redes / 65,5 mil unidades franqueadas em 2007;

  • Emprega cerca de 500 mil pessoas;

  • Um dos setores que mais investe em mão-de-obra;

Segmentos em expansão: Esporte, Saúde & Beleza; Móveis, Decoração e Presentes; Educação & Treinamento; Alimentação; Acessórios Pessoais e Calçados;

  • Segmentos em expansão: Esporte, Saúde & Beleza; Móveis, Decoração e Presentes; Educação & Treinamento; Alimentação; Acessórios Pessoais e Calçados;

  • 2007: o segmento de Hotelaria e Turismo se beneficiou com a queda do dólar e com o aumento do crédito, registrando aumento no faturamento e também no número de redes. As redes que mais contribuíram para o crescimento do setor foram Pax Voyage, Flytour, Accor Hotels e Experimento;

  • O setor da alimentação, que costuma registrar bons índices de crescimento, obteve em 2007, aumento de 17% no faturamento, superando R$ 7 bilhões.

FRAN´S CAFÉ (FRANQUIA)

  • Investimento inicial: R$ 300 mil

  • Retorno do investimento: de 24 a 30 meses

  • Taxa de franquia: R$ 41,5 mil (incluída no investimento inicial)

  • Taxa de royalties: 6%

  • Taxa de publicidade: 2%

  • Faturamento médio mensal: R$ 45 mil

  • Margem de lucro sugerida: 17% a 22%

  • Número de funcionários: de a 4 a 5 por turno

  • Área: 80 metros quadrados

  • Risco: médio, devido ao investimento inicial.

Mc Donald´s

  • Líder no segmento de serviço rápido de alimentação

  • McDonald's Brasil (desde 1979)

  • 1.161 pontos-de-venda, sendo 554 restaurantes, 557 quiosques e 50 unidades de McCafé.

  • Presente em 134 cidades brasileiras.

  • Cerca de 1,6 milhão de clientes são atendidos diariamente na rede McDonald's.

  • Emprega diretamente cerca de 34 mil funcionários em todo o País, além de gerar outros milhares de empregos indiretos.

  • O faturamento do McDonald's totalizou R$ 2,4 bilhões em 2006. A cada ano, a rede investe uma média de R$ 200 milhões no negócio, além de outros R$ 40 milhões em treinamento de funcionários.

Valor da Franquia: Apenas informado depois do interesse formalizado. Variáveis: decoração, paisagismo, quantidade de funcionários a serem treinados, necessidade de equipamentos de cozinha, etc

  • Valor da Franquia: Apenas informado depois do interesse formalizado. Variáveis: decoração, paisagismo, quantidade de funcionários a serem treinados, necessidade de equipamentos de cozinha, etc

  • De 2004 a 2007, o McDonalds está voltado para o fortalecimento do negócio dos franqueados existentes. Esse é o motivo pelo qual a empresa, no momento, não está aberta a novos candidatos a fraqueados

  • Quiosques e McCafés são pontos-de-venda remotos agregados aos restaurantes

  • Todos os custos relativos à construção do restaurante, incluindo-se sistemas elétricos e hidráulicos, serão de responsabilidade exclusiva do McDonald's. O McDonald's entrega o restaurante pronto para os franqueados operarem.

  • O franqueado contratualmente não possui direito de operação de um restaurante com exclusividade de área, bairro, cidade ou região geográfica.

Como o McDonald's faz a escolha do ponto comercial?

  • Como o McDonald's faz a escolha do ponto comercial?

  • Na escolha dos locais, diversos fatores são levados em consideração, tais como: população, padrões de tráfego, dimensões da área, custo do imóvel etc. Todas as providências nessa área - pesquisas, negociação, aquisição - são de total responsabilidade do McDonald's, inclusive seus custos. É o McDonald's que decide onde serão implantados os restaurantes.

  • No Sistema McDonald's os franqueados não são donos dos imóveis onde funcionam suas franquias. Todos os pontos comerciais ou terrenos onde estão instalados os restaurantes da rede são locados ou sublocados aos franqueados. Assim, se desejar oferecer um imóvel ao McDonald's, o interessado poderá procurá-lo somente com o objetivo de vendê-lo ou alugá-lo à empresa, mas não de tornar-se um franqueado.

Perfil do Franqueado

  • Perfil do Franqueado

  • Pessoa física,

  • 28 e 45 anos;

  • Curso superior bem como uma experiência profissional anterior bem-sucedida;

  • Um ano de treinamento antes da abertura do restaurante em Sistema Integral de Treinamento;

  • Dispor de recursos financeiros para se manter durante o período de treinamento, como também para investir no negócio;

  • Ser flexível quanto às localidades onde poderá operar o restaurante;

  • Ter disponibilidade para residir e integrar-se na comunidade na qual o restaurante irá operar,

  • Entre outras qualidades...

Não há possibilidade de sociedade

  • Não há possibilidade de sociedade

  • Principais atribuições: gerenciar o restaurante; administrar suas compras com os fornecedores; contratar, treinar, pagar e demitir seus funcionários; zelar pela manutenção e a conservação do restaurante e dos equipamentos; participar das atividades de marketing da rede, manter um intenso envolvimento com a comunidade local; atender a todas as exigências fiscais, trabalhistas e legais; zelar pelo cumprimento dos padrões de qualidade, higiene, limpeza e serviços exigidos pela rede; garantir a satisfação total dos clientes; atender às solicitações do franqueador relativas ao seu negócio

Prazo do contrato: Normalmente 20 (vinte) anos. Mas há exceções.

  • Prazo do contrato: Normalmente 20 (vinte) anos. Mas há exceções.

  • Quando o prazo encerra: As possibilidades de renovação ou prorrogação são avaliadas caso a caso e na época do término do contrato.

Bruna Fabielle Greyce Leticia Sylvia

Comentários