OS - Motorista comboio

OS - Motorista comboio

(Parte 1 de 2)

I – FUNDAMENTAÇÃO LEGAL:

1. Constituição da República Federativa do Brasil, promulgada em 05 de outubro de 1988. Título II - Dos Direitos e Garantias Fundamentais. Capitulo II – Dos Direitos Sociais. Artigo 7°, inciso XXII.

2. Lei n. °6.514, de 22 de dezembro de 1977. Capitulo V – Da Segurança e da Medicina do Trabalho. Seção I – Disposições Gerais. Artigo 157, incisos I e II. Artigo 158, incisos I e II, Parágrafo Único, aliena “a”.

3. Lei 8.213, de 24 de julho de 1991. Título II - Do Regime Geral de Previdência Social. Capítulo II - Das prestações em geral. Seção I - Das Espécies de Prestações. Artigo 19, §3°.

4. Portaria n.° 3.214, de 8 de junho de 1978. Norma Regulamentadora – NR 01 – Item 1.7, alíneas “a”, “b” e “c” e seus respectivos incisos.

II – OBJETIVO:

1.Informar aos trabalhadores quais os Riscos de Acidentes de Trabalho e Doença Ocupacional que possam originar-se nos locais de trabalho, bem como especificar as medidas preventivas de eliminação, neutralização e/ou controle dos mesmos;

2.Divulgar as obrigações e proibições que os empregados devam conhecer e cumprir;

3. Dar conhecimento aos empregados de que serão passíveis de punição, pelo descumprimento das ordens de serviço expedidas;

4. Determinar os procedimentos que deverão ser adotados em caso de acidente de trabalho e doenças profissionais ou do trabalho;

5. Cumprir e fazer cumprir os dispositivos regulamentares sobre Segurança e Saúde do Trabalho.

III – CARACTERIZAÇÃO DA EMPRESA:

1. Razão Social:

2. CNPJ/MF n.°:

3. Ramo de Atividade:

4. CNAE: 5. Grau de Risco:

6. Endereço:.

IV – ATIVIDADE OPERACIONAL:

1. Departamento: Agrícola.

2. Setor: Oficina Manutenção Automotiva.

Função: Motorista de Comboio

Descrição da Atividade: Dirigir caminhão em regime de curto e médio percurso, para transporte de veículos, máquinas e implementos agrícolas em geral. Operar os dispositivos mecânicos e hidráulicos, Transportar, coletar e entregar cargas em geral com auxílio de guindaste munck. Auxiliar na montagem e desmontagens de pneus.

V – RISCOS OCUPACIONAIS NA ATIVIDADE E RESPECTIVOS EFEITOS AO TRABALHADOR:

AGENTES

RISCOS

EFEITOS DOS RISCOS AO TRABALHADOR

1 – FÍSICO

1.1 Ruído

Trauma acústico, surdez, estresse, alteração emocional, etc.

1.2 Calor

Cãibras, cataratas, prostração térmica.

2 – QUÍMICO

2.1 Poeiras.

Bronquite crônica, fibrose pulmonar, enfisema pulmonar, etc.

2.2 Óleos minerais

Lesões de pele, dermatite,

2.3 Ácidos

Lesões de pele, queimaduras.

3 – BIOLÓGICO

3.1 Animais peçonhentos

Dor, visão turva, intoxicação venenosa, febre alta, desmaio, etc.

4 – ERGONOMICO

4.1 Postura inadequada

Lombalgias, dor muscular, etc.

5 – MECÂNICO

5.1 Projeção de partículas

Lesão ocular, lesão cutânea, etc.

5.2 Batida contra objetos.

Lesões, cortes, hematomas, etc.

5.3 Queda em diferença de nível

Politraumatismo, invalidez, morte.

5.4 Contato com superfícies aquecidas

Queimaduras.

5.5 Choque elétrico

Queimaduras, contrações musculares, paradas cárdio-respiratória, perda de consciência, quedas em nível e em diferença de nível.

5.6 Probabilidade de incêndio e explosões

Queimaduras, óbito.

VI – EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO COLETIVA (EPCs) DE USO OBRIGATÓRIO E DEMAIS MEDIDAS PREVENTIVAS:

1. Calços e cavaletes de apoio para veículos em manutenção;

2. Extintor de Incêndio tipo Gás Carbônico (CO2)e Pó químico seco(PQS);

3. Macacos hidráulicos e mecânicos.

4. Sinalização de segurança.

5. Enclausuramento de transmissões de força (cardam).

VII – EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL (EPIs) DE USO OBRIGATÓRIO:

EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL

ATIVIDADE

Calçado de Segurança com bico de aço

Em atividades onde haja riscos de impactos e quedas de objetos sobre os pés.

Capa de chuva com capuz

Em situações que envolverem utilização de água e contra umidade proveniente de intempéries

Óculos de segurança (lente incolor)

Em atividades onde possa haver desprendimentos e impactos de partículas volantes.

Óculos de segurança (lente com tonalidade escura)

Em atividades onde possa haver emanação de radiação não ionizante e luminosidade intensa.

Protetor auditivo circum-auricular ou semi-auricular

Em atividades onde o nível de pressão sonora for superior aos estabelecidos no PPRA e PCMSO.

Creme protetor para as mãos

Em atividades onde haja o manuseio de hidrocarbonetos aromáticos.

Luva de raspa

Em atividades onde haja partes cortantes e ou temperatura extremas.

Luva em nitrilica

Em situações que envolverem utilização de água (umidade) e ao manusear produtos químicos.

VIII – PRECAUÇÕES NECESSÁRIAS ANTES, DURANTE E DEPOIS DA JORNADA DE TRABALHO:

  1. Obedecer às normas de segurança estabelecidas nesta Ordem de Serviço;

  2. Antes de iniciar o trabalho, verifique o funcionamento dos principais sistemas e dispositivos de segurança (se apresentar em defeito não opere o veículo);

  3. Suba na cabine utilizando-se sempre de todos os pontos que servem de degraus e corrimãos;

  4. Utilizar os Equipamentos de Proteção Individual – EPI requeridos para cada atividade de forma habitual e permanente, e somente para a finalidade a que se destina, e zelar pela sua guarda, manuseio e higienização;

  5. Manter-se sempre atento na atividade que estiver executando, evitar brincadeiras que possam gerar riscos de acidentes de trabalho;

  6. Antes de começar a jornada de trabalho fazer a ginástica laboral para aquecer a musculatura, de acordo com as instruções do profissional especializado;

  7. Não tente operar o veículo ou caminhões sem antes conhecer todos os controles e o funcionamento dos principais sistemas de operação;

  8. Ao exercer atividade diversa ou estranha aos seus costumes e que implique em risco de acidentes deve-se procurar o Setor de Segurança do Trabalho para que as devidas providências sejam tomadas, antes de iniciar a atividade;

  9. Não permita que pessoas não habilitadas conduzam os veículos e caminhões, você será responsável por qualquer acidente;

10. Antes de movimentar os veículos e caminhões, teste o sistema hidráulico, a embreagem, o freio e os outros controles mecânicos, qualquer anormalidade deve ser reparada imediatamente;

11. Certifique-se sempre de que as luzes e os refletores encontram-se limpos e em perfeito estado de funcionamento;

12. Não passe muito próximo de valetas, barrancos, buracos, etc.;

13. Observe rigorosamente o regulamento e sinalização de trânsito ao transitar o veículo por vias publicas;

14. Ao transitar por rodovias e estradas jamais posicione o foco do farol de forma que atinja a visão de outros motoristas.

15. Não abra a tampa do radiador com motor aquecido, deixe-o em marcha lenta e solte a tampa vagarosamente, até aliviar a pressão;

16. Nunca abasteça o veículo com o motor em funcionamento e não fume quando o veículo estiver sendo abastecido ou quando estiver sendo realizado algum serviço de manutenção que envolva produto inflamável;

17. Nunca realize manutenção nos veículos e caminhões sem autorização do superior, mesmo que tenha conhecimentos para tal;

18. Manter a manutenção preventiva os veículos e caminhões em dia, com todos os pontos de lubrificação engraxados;

20. Ao realizar a troca de óleo e manutenção dos veículos e caminhões cuide para não causar derramamentos de óleo e graxa no solo;

21. Nunca ligue o motor ou deixe funcionando em recintos fechados ou de pouca ventilação, pois os gases expelidos pelo escapamento são venenosos;

22. Adapte a velocidade dos veículos e caminhões de acordo com a superfície a percorrer, como também, as condições de visibilidade e a carga a ser transportada. Evite freada ou aumento brusco na velocidade de funcionamento, bem como curvas fechadas em alta velocidade. Isto poderá causar o tombamento da carga ou capotamento;

23. Mantenha os pedais, estribos e demais superfícies sempre limpos, principalmente, de materiais escorregadios como: lama, graxas, lubrificantes, etc.;

24. Nunca reboque cargas acima da capacidade dos veículos e caminhões.

25. Ao rebocar cargas por correntes ou cabos de aço ligados ao engate da barra de tração nunca os estique bruscamente, pois poderão romper-se;

26. Evite fumar e provocar chamas quando abastecer ou trabalhar no sistema de alimentação de máquinas, tratores, caminhões e veículos leves, o combustível é inflamável e podem ocorrer explosões;

27. Inspecione os veículos e caminhões verificando se não há presença de trincos e/ou irregularidades. Solicite a substituição de qualquer dispositivo que apresentar riscos;

28. Procure ajuda para realizar as tarefas que você não pode executar sozinho;

29. Não abandone os veículos e caminhões com o motor em funcionamento, Desligue-o, aplique o freio estacionário e retire a chave do contato.

30. Sempre que possível, evite trabalhar com caminhão perto de valetas, declives e buracos. Reduza a velocidade ao fazer curvas em superfícies acidentadas, escorregadias ou lamacentas. Mantenha-se afastado de declives muito acentuados para permitir manobras seguras. Nuca desça uma rampa com a caixa de câmbio em ponto morto. Utilize as marchas reduzidas;

31. Ao realizar a limpeza dos elementos filtrante aplique jato de ar comprimido seco de dentro para fora e ou limpe com aspirador de pó. Não aplique jatos de ar compressão superior a 5 bar (70 Lb/2);

32. Só verifique o nível da solução da bateria do veículo, quando o motor estiver frio. Não use chamas para iluminar, pois os gases desprendidos pela solução líquida da bateria pegam fogo com muita facilidade;

33. Antes de consertar o sistema elétrico ou fazer uma revisão geral, veja se os cabos da bateria já foram desligados. E se não foram, desligue-os;

34. Respeite as sinalizações de segurança. Não remova ou obstrua os adesivos e placas de advertência. Sempre que qualquer destes se danificar substitua-os por um novo;

35. O óleo em alta pressão penetra facilmente na roupa e na pele, podendo causar sérios danos. Nunca tente localizar um vazamento no sistema hidráulico ou veda-lo com os dedos;

36. Manter a proteção do cardan no lugar, sempre!

37. Toda e qualquer operação como troca de ferramentas, de matrizes, de rebolos, de lâmpadas, fusíveis, etc. que impliquem na entrada ou a colocação das mãos, dos dedos e do braço em área de risco, faça antes o bloqueio das demais forças que podem, de forma indireta, provocar acidentes;

38. Não coloque a mão em partes cortantes e giratórias de maquinas e implementos;

39. Evite a utilização de adornos em suas atividades como pulseiras, colares, anéis, etc. Não utilize roupas largas e camisetas fora da calça, elas podem ser agarradas por equipamentos giratórios;

40. Não remova placas de sinalização, cavaletes, cones, fitas zebradas etc. sem autorização do superior imediato, não ultrapasse área sinalizada e não obstrua extintores e hidrantes instalados nas áreas;

41. Não transite com os veículos sob cargas suspensas;

42. Nunca carregar as ferramentas de trabalho (facão, enxada, etc.) junto ao corpo ou no mesmo compartimento que ocupar;

43. Informar ao encarregado ou superior hierárquicos qualquer alteração que houver nos equipamentos utilizados na atividade, bem como no trator e implemento;

44. Nunca andar e nem permitir que andem dependurado nos estribos, pára-lamas ou na barra de tração. Somente transporte pessoas se houver assento especial;

45. Na manipulação de agrotóxico é OBRIGATÓRIO à adoção de medidas preventivas especiais para eliminar riscos de intoxicação e contaminação – EXECUTAR OS PROCEDIMENTOS DE SEGURANÇA DO TRABALHO PARA APLICAÇÃO DE AGROTÓXICOS;

(Parte 1 de 2)

Comentários