Insetos como bioindicadores

Insetos como bioindicadores

Insetos como indicadores ambientais

  • Carla Batista de Carvalho

  • Fernanda Lamede Ferreira de Jesus

  • Lucas Rafael Lommez Vaz

Introdução

  • A utilização de insetos como indicadores ambientais, é incontestável.

  • Atualmente o tema tem gerado muitos estudos.

  • Alguns grupos de insetos, especialmente formigas e borboletas, tem sido muito utilizados no monitoramento ambiental.

Borboletas (Lepidópteros)

  • As borboletas compreendem cinco famílias estudadas Lepdoptera diurnos(Papilionidae, Pieridae, Nymphalidae, Lycaenidae e Hesperiidae).

  • As mariposas utilizadas nos estudos(Castiinidae, Arctidae, Sphingidae, Saturnidae, e algumas Noctuidae e Geometridae) são de hábito noturno por isso são, normalmente, atraídas pela luz durante a captura.

  • A presença de muitas borboletas é um indicativo de que a floresta está bem preservada porque elas são afetadas rapidamente por mudanças ambientais.

Principais métodos de captura dos Lepidópteros

  • Coleta com puçás ;

  • Iscas de Heliotropium indicum (arbustos que atraem principalmente os machos de algumas espécies já descritas).

  • Luz ultra-violeta em superfície branca;

Principais métodos de captura dos Lepidópteros(continuação)

  • Iscas com papel higiênico molhado de saliva(iscas postas em folhas grandes), atraem principalmente as espécies da família Hesperiidae;

  • Atração com frutas fermentadas e fezes(captura com armadilhas);

Listas totais e censos

  • Listas já existentes para catálogo de espécies da área facilita o trabalho;

  • A amostragem de borboletas envolve em geral:localização, atração, observação, identificação e quantificação;

  • Armadilhas e iscas devem ser visitadas em períodos variados durante o dia e a noite;

  • O observador deve se mover numa área de 100-1000ha,enquanto dois ou mais observadores cobrem alguns setores separados;

  • O manuseio deve ser limitado a poucos machos, caso seja uma espécie ameaçada;

Amostras padronizadas e censos parciais

  • Análises que levam em conta o número de indivíduos por espécie em cada área, o que inclui índices de: diversidade e diversas análises similares.

Formigas

  • Família Formicidae(sendo 8 subfamílias: Cerapachyinae, Dolichoderinae, Ecitoninae, Formicinae, Leptanilloidinae, Myrmicinae, Ponerinae e Pseudomyrmecinae);

  • São importantes por manterem relações ecológicas com muitos organismos;

Algumas espécies criam homópteros, outras predam artrópodes, outras dispersam sementes e algumas criam fungos;

  • Algumas espécies criam homópteros, outras predam artrópodes, outras dispersam sementes e algumas criam fungos;

  • São consideradas um dos principais componentes de ambientes estruturalmente complexos(como as florestas);

O manejo inadequado do solo agrícola pode fazer com que a mesofauna, da qual as formigas fazem parte, desapareça por quase completo;

  • O manejo inadequado do solo agrícola pode fazer com que a mesofauna, da qual as formigas fazem parte, desapareça por quase completo;

  • A diversidade local tem sido correlacionada com a complexidade da vegetação, clima, disponibilidade de recursos e relações interespecíficas,sendo assim a família Formicidae foi considerada um dos melhores grupos de invertebrados para monitoramento ambiental.

Principais métodos de coleta

  • Coleta do solo

  • Armadilhas de queda

  • Iscas de solo com sardinha e carboidrato

  • Procura manual aleatória incluindo coleta com “rede de bateção”

  • Gravetos e troncos podres

  • Extração do material das amostras de folhiço(extrator de Winkler)

Análises de dados

  • Processamento de dados e programas de computador disponíveis

  • Índices de diversidade

Relações entre dados de fauna e características ambientais

  • Fatores ambientais que podem ser avaliados:

  • Fatores objetivos,fáceis de serem obtidos como:temperatura média anual, variação da temperatura, altitude média, pluviosidade e números de meses secos.

  • Índices compostos como: poluição total, conectividade da paisagem, mosaico de solos.

Passando por diversos níveis intermediários, como:topografia e quantidade de água na superfície.

  • Passando por diversos níveis intermediários, como:topografia e quantidade de água na superfície.

  • Fatores bióticos como: quantidade de cipós e bambus, proporção vegetal secundária, tipo de vegetação dominante, riqueza de espécies arbóreas, profundidade da camada de folhiço, e ainda riqueza de outros grupos de animais tais como, sapos, aves, mamíferos, e outros animais indicadores.

Conclusão

  • Pode-se concluir que os insetos são animais importantes, especialmente no diagnóstico de desequilíbrio ambiental, nos servindo no monitoramento ambiental por serem muito sensíveis a pequenas mudanças.

  • Os métodos de captura devem levar em consideração, além do melhor aproveitamento, para a contagem, deve-se alertar para a captura de animais que não vão extinguir ou conter a reprodução da espécie.

Bibliografia

  • Insetos como indicadores ambientais,

  • André Victor Lucci Freitas

  • Ronaldo Bastos Francini

  • Keith S. Brown Jr

Comentários