Curso básico de Gps

Curso básico de Gps

(Parte 1 de 9)

CONHECIMENTO EM NAVEGAÇÃO PARA UMA PRÁTICA SEGURA Manuseio de aparelho GPS ã E. R. C. MARLIÈRE – CONSULTORIA EM CIÊNCIAS NAVAIS emarliere@hotmail.com 64.210-430 Rua Isaura Santos, 420 – Parnaíba – PI – Brasil Tel.: (86) 3323-5396

(Apostila baseada no manual do equipamento GPS eTrex Vista - Garmin)

Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.

Índice analítico

Aviso inicial importante 1 Organização da apostila 2 Apostila 3 Parte 1 – Familiarização 3 Introdução 3 Apresentação do equipamento 5 Páginas principais 7

Páginas principais – "Satellite" (Satélite) 9

Opções da página "Satellite" (Satélite) 12 Navegando com o GPS 14 Páginas principais - "Map" (Mapa) 16 Opções da página "Map" (Mapa) 18 Pré-Ajuste da página "Map" (Mapa) 21

Páginas principais – "Navigation" (Navegação) 25

Opções da página "Navigation" (Navegação) 27

Campos de informação da página "Navigation" (Navegação) 31

Páginas principais - "Altimeter" (Altímetro) 34

Opções da página "Altimeter" (Altímetro)35

Campos de informação da página "Altimeter" (Altímetro) 39

Páginas principais - "Trip computer" (Computador de viagem) 41

Opções da página "Trip computer" (Computador de viagem) 41

Parte 2 – Manuseio 4

Páginas principais – "Main menu" (Menu principal) 4

(Derrota)62
Navegando em "Routes" (Derrotas)72
(Derrota)74
(percursos)76
para percursos)78
ajuste ou escolhas iniciais)80

Página acessada pelo ícone "Mark" (Marcar)46 Página acessada pelo ícone "Find" (Procurar)53 Página acessada pelo ícone "Route" Campos de informação na página "Route" Página acessada pelo ícone "Tracks" Opções da página "Track Options" (Opções Páginas acessadas pelo ícone "Setup" (Pré-

(Tempo)81
(Unidades)83
(Tela)84
"Headings" (Referências)85
"Interfaces" (Comunicação)87
"System" (Sistema)89

"SETUP" - Página de escolhas de "Time" "Setup" - Página de escolha de "Units" "Setup" - Pagina de escolhas de "Display" "Setup" - Página de escolha de "Setup" - Página de escolha de "Setup" - Página de escolhas para o

(Acessórios)90
Acessório "Sun" e "Moon" (Sol e Lua)91
Acessório "Calendar" (Calendário)93
de áreas)97
Acessório "Calculator" (Calculadora)98

Páginas acessadas pelo ícone "Accessories" Acessório "Hunt and fish" (Caça e pesca)95 Acessório "Área calculator" (Calculador

Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.

O Sistema GPS é de propriedade e é operado pelo governo norte-americano, responsável por sua precisão e até mesmo por sua disponibilidade. Esta propriedade permite aos EUA paralisar a operação do sistema ou introduzir, sem avisos, alterações nos sinais provenientes dos satélites que degradem a qualidade das informações produzidas em todos os aparelhos GPS que não lhe pertençam ou que não sejam por ele informados do como tratar convenientemente as alterações.

Um sistema GPS, que funcione sem erros e ininterruptamente é extremamente desejável, pois permite certeza da posição fornecida. Um sistema que forneça a posição instantânea com elevada precisão pode ser empregado para muitas coisas. Dentre elas, pode ser empregado para auxiliar e melhorar a precisão de sistemas de guiagem de mísseis e outras armas, inclusive armas de destruição em massa. Nestes tempos de ações terroristas imprevisíveis e de intensidade crescente, fornecer um sistema que permita uma precisão elevada pode ser uma temeridade. Não só por este motivo, o governo dos EUA divide os sinais de satélite em uma parte de uso exclusivo e outra de uso aberto, sendo ainda que nesta última parte introduz um erro aleatório a fim de diminuir a sua precisão.

Malgrado a razoabilidade dos motivos que fizeram os EUA introduzir erros aleatórios nos sinais satelitais, a generalização do uso do o equipamento GPS abrangendo hoje serviços tais como a orientação de uma ambulância em uma missão de socorro, a orientação de um alpinista que necessita percorrer uma mesma trilha para retornar com segurança, e o uso generalizado pela navegação aérea e marítima comerciais, criaram limitações aos erros deliberadamente inseridos. O crescente uso legítimo impôs a necessidade de reduzirem-se os erros. Pressionado pelo sucesso do sistema, hoje de uso consagrado e universal, o próprio governo dos EUA desenvolveu e disponibilizou para uso da sociedade mundial algorítimos e correções que minimizam os erros e permitem a orientação com elevada margem de segurança. A dicotomia presente neste uso dual da tecnologia reforça a idéia de que, por certo, os EUA guardam formas de em caso de necessidade, eliminar estas correções ou mesmo suprimir a disponibilidade dos sinais na sua parte de uso geral.

Ora, o navegante não pode ficar à mercê de um sistema que, de repente, passa a apresentar erros inaceitáveis ou que até mesmo seja suprimido, acarretando sérios perigos. Pode-se imaginar, por exemplo, um petroleiro carregado navegando em uma região com muitos altos-fundos, em condição de baixa visibilidade e que esteja confiando exclusivamente na precisão do sistema GPS para sua condução em segurança. Imagine ainda um navegador amador que, afastado da costa, esteja confiando apenas em seu aparelho GPS para retornar para casa. Nestes casos, somente o conhecimento da arte e ciência da navegação, e mais precisamente dos métodos para obter a posição no mar é que podem contornar a indisponibilidade da posição obtida pelo GPS. Reforçando a necessidade do conhecimento da navegação, deve-se levar em conta que as informações disponibilizadas pelos equipamentos GPS de uma forma geral, mesmo dentro do nível de precisão aceitável para a navegação, podem tornar-se perigosas se mal interpretadas ou se usadas de maneira indevida.

Aviso inicial importante

Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.

Organização da apostila

Esta apostila está organizada de forma a facilitar o aprendizado do manuseio de aparelhos GPS. Para alcançar este objetivo, optou-se por escolher como base o equipamento eTrex Vista da empresa Garmin e em dividi-la em duas partes principais: familiarização e manuseio.

A primeira parte – familiarização – busca deixar o usuário do equipamento "à vontade" com os arranjos das telas e das funções existentes no equipamento e também com a mecânica de acesso às funções. É, portanto, uma parte descritiva, onde a descrição e a memorização do arranjo, bem como da mecânica de acesso às funções preponderam sobre a operação. Nesta parte o usuário deve buscar entender a organização geral das funções (por páginas) e a forma de acessar funções e opções existentes em cada página disponível.

A segunda parte – manuseio – visa exercitar a prática do equipamento para a exploração de suas potencialidades como equipamento de auxílio à navegação. Para tanto, optou-se por apresentar as funções através de ações típicas que serão conduzidas pelo usuário durante a utilização do equipamento. Observe que a facilidade na prática de emprego do equipamento passa pelo conhecimento advindo da primeira parte, sem o qual o manuseio será lento e difícil. O manuseio eficaz e eficiente do equipamento virá com o uso, bem como pela repetição dos procedimentos.

Sabe-se, porém, que muitos usuários não utilizarão o equipamento com uma freqüência que garanta a sustentação do conhecimento adquirido, em virtude do tempo disponível para fazê-lo, já que as atividades do dia-a-dia não incluem o emprego do GPS. Para estes, a intimidade com o equipamento, criada com o estudo da primeira parte, proporcionará o conhecimento do arranjo de páginas e suas opções. Por incrível que pareça, o conhecimento do arranjo de páginas e opções supera, para o usuário eventual, o aprendizado de ações malgrado entendimento intuitivo distinto. Para este tipo de usuário recomendam-se leituras repetidas da primeira parte, sempre que forem empregar o equipamento, até que a familiaridade com as telas, funções e mecanismo de seleção de funções esteja firme e definitivamente incorporada ao cabedal de conhecimentos do usuário.

Contudo, é importantíssimo e essencial ressaltar ao usuário que irá empregar o GPS para navegar que: de nada adianta conhecer todas as funções do equipamento e saber bem como lhes ter acesso, se não existir conhecimento pregresso na ciência da navegação!

Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.

Parte 1 – Familiarização

Introdução

Apesar de ser um notável equipamento, que facilitou bastante a obtenção de uma posição no mar, o GPS é, em suma, apenas mais uma ferramenta para o navegante.

equipamento GPS proporcionou ao navegante uma facilidade incomparável na obtenção da posição observada. Basta ao navegante ligar o equipamento, aguardar alguns minutos e obter o par de coordenadas geográficas referentes à posição ocupada.

Funções adicionais incluídas no "software" do equipamento GPS vieram a transformá-lo em uma ferramenta poderosa para auxiliar o navegante também em outras tarefas e até em cálculos imprescindíveis à navegação. Um bom equipamento GPS pode: indicar-lhe o rumo que está sendo seguido; mostrar-lhe as velocidades atual e média de deslocamento; informar-lhe o desvio em relação ao destino pretendido e de quanto é a necessidade de recuperar o desvio; calcular o tempo restante de viagem e a hora estimada de chegada em um determinado ponto da derrota ou ao destino; armazenar pontos da derrota realizada; e ainda, como será visto, realizar outras funções mais.

Quanto à precisão do par de coordenadas obtidas, o usuário comum de um equipamento GPS nada pode fazer, já que deliberadamente, a fim de evitar o uso indevido do equipamento, o governo norte-americano introduz um erro aleatório no sinal proveniente dos satélites, de tal sorte que as coordenadas geográficas obtidas após o processamento interno do sinal e tidas como sendo aquelas da posição do equipamento GPS, definem um ponto distinto qualquer, afastado de até 100 metros da posição realmente ocupada pelo equipamento. Normalmente são mais comuns erros de até 30 metros.

Contudo, foi desenvolvida (pelos próprios norte-americanos!) uma técnica que permite obter uma melhor precisão, necessária, por exemplo, para a navegação em águas restritas. Esta técnica, empregando o conceito de diferenciais, permite reduzir os erros, sejam eles

Apostila 1

Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.

deliberadamente introduzidos ou não, de sorte que as informações calculadas e apresentadas pelo equipamento tornam-se aceitáveis para a navegação em geral.

Além da técnica de diferenciais, muitos aparelhos GPS possuem a capacidade DGPS (Differential GPS), bastando acoplar a eles uma antena adequada. Com o DGPS o erro na posição pode variar entre 2cm e 5m, valores aceitáveis para a navegação em águas restritas.

Mas, não custa repetir, de nada adianta o equipamento fornecer informações acuradas se elas forem entregues a quem delas não possa fazer bom uso. A correta utilização das informações prestadas pelo GPS irá depender exclusivamente do conhecimento e da prática do usuário na navegação com o emprego do equipamento GPS! Isto significa que para bem empregar as informações advindas do GPS no mister de conduzir uma embarcação de um ponto a outro, requer-se, como condição imprescindível, um bom conhecimento da ciência da navegação.

Há ainda que considerar que, para o navegante, confiar apenas no GPS para navegar é tornar-se refém de um equipamento passível de falha, avaria, ou ainda de um sistema sujeito à suspensão inopinada dos sinais provenientes dos satélites. Assim o GPS é apenas mais uma ferramenta disponível para o navegante, não sendo nem a única nem tampouco a definitiva.

Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.

Apresentação do equipamento

Tecla Finalidade ou usos possíveis

(Parte 1 de 9)

Comentários