(Parte 5 de 5)

NÃO-FERROSOS Preço mais elevado

Menor resistência mecânica

Menor resistência às altas temperaturas Melhor comportamento em baixas temperaturas

Da atmosfera Excelente resistência ao ataque Da água, inclusive salgada

Dos álcalis e dos ácidos diluídos

De muitos compostos orgânicos De numerosos outros fluidos corrosivos

Amônia

quando em contato com:Compostos Nitrados

Severo efeito de corrosão sob-tensão Aminas

PRINCIPAIS ESPECIFICAÇÕES DA ASTM Tubos de Latão B.1 Tubos de Cobre-níquel B.466

TUBULAÇÕES INDUSTRIAS AULA 1 Prof. Clélio

A atmosfera

Muito boa resistência ao contato com: Muitos compostos orgânicos,

A água inclusive ácidos orgânicos

A RESISTÊNCIA MECÂNICA É MUITO BAIXA (A adição de Si, Mg ou Fe melhora a resistência mecânica)

OS RESÍDUOS RESULTANTE DA CORROSÃO NÃO SÃO TÓXICOS PRINCIPAIL ESPECIFICAÇÂO É A ASTM B.1

Baixa resistência mecânica

Pesado CARACTERÍSTICAS excepcional resistência à corrosão

Pode trabalhar com H2SO4 em qualquer concentração

Níquel Comercial

PRINCIPAIS TIPOS Metal Monel (67% Ni, 30% Cu) Inconel (80% Ni, 20% Cr)

MATERIAIS COM PROPRIEDADES EXTRAORDINÁRIAS TANTO DE RESISTÊNCIA À CORROSÃO, COMO RESISTÊNCIA ÀS TEMPERATURAS E QUALIDADES MECÂNICAS; ALÉM DISSO O PESO ESPECÍFICO É CERCA DE 2/3 DO PESO DOS

TUBULAÇÕES INDUSTRIAS AULA 1 Prof. Clélio

Pouco peso

Alta resistência à corrosão VANTAGENS Coeficiente de atrito muito baixo

Facilidade de fabricação e manuseio Baixa condutividade térmica e elétrica Cor própria e permanente

Baixa resistência ao calor Baixa resistência mecânica

DESVANTAGENS Pouca estabilidade dimensional Insegurança nas informações técnicas

Alto coeficiente de dilatação Alguns plásticos podem ser combustíveis

TERMOPLÁSTICOS Polímeros de cadeia reta

(para dia. pequenos) (Podem ser moldados pelo calor) PLÁSTICOS

TERMOESTÁVEIS Polímeros de cadeia ramificada (Termofixos) (Não podem ser moldados) (para dia. Grandes)

DECOMPOSIÇÃO LENTA QUANDO EXPOSTOS POR MUITO TEMPO À LUZ SOLAR ( Ação dos raios U.V.)

TUBULAÇÕES INDUSTRIAS AULA 1 Prof. Clélio

- Revestimento anticorrosivo, ou para evitar a contaminação do fluido conduzido

FINALIDADES - Revestimento anti-abrasivos e anti-erosivos - Revestimentos refratários (isolamento térmico interno)

- Custos

RAZÕES - Resistência Mecânica - Possibilidade de Fabricação

AULA 1 Referente aos Capítulos 1 e 2 do Livro Texto

TUBULAÇÕES INDUSTRIAS AULA 1 Prof. Clélio

ANEXO 1 – Livro de Tabelas (pág. 18) Folha 1 de 2

TUBULAÇÕES INDUSTRIAS AULA 1 Prof. Clélio

5. TUBOS DE AÇO – DIMENSÕES NORMALIZADAS (Continuação)

ANEXO 1 – Livro de Tabelas (pág. 19) Folha 2 de 2

TUBULAÇÕES INDUSTRIAS AULA 1 Prof. Clélio

ANEXO 2 – Livro de Tabelas (pág. 23) Folha 1 de 1

TUBULAÇÕES INDUSTRIAS AULA 1 Prof. Clélio

Nota: Essas velocidades são valores sugeridos que devem servir apenas como primeira aproximação

ANEXO 3 – Livro de Tabelas (pág. 28) Folha 1 de 1

(Parte 5 de 5)

Comentários