Glossário Ilustrado de Morfologia

Glossário Ilustrado de Morfologia

(Parte 1 de 5)

© 2009 Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Todos os direitos reservados. Permitida a reprodução desde que citada a fonte. A responsabilidade pelos direitos autorais de textos e imagens desta obra é do autor.

1ª edição. Ano 2009 Tiragem: 3.000exemplares Elaboração, distribuição, informações: MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Defesa Agropecuária Coordenação Geral de Apoio Laboratorial Esplanada dos Ministérios, Bloco D, Anexo B, 4º andar, sala 430 CEP: 70043-900, Brasília - DF Tel.: (61) 3225-5098 Fax.: (61) 3218-2697 w.agricultura.gov.br e-mail: cgal@agricultura.gov.br Central de Relacionamento: 0800 704 1995 Coordenação Editorial: Assessoria de Comunicação Social

Impresso no Brasil / Printed in Brazil Tiragem 3000

Catalogação na Fonte Biblioteca Nacional de Agricultura – BINAGRI

Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Glossário ilustrado de morfologia / Ministério da

Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Defesa Agropecuária. – Brasília : Mapa/ACS, 2009. 406 p. : il. color. ; 21 cm.

ISBN 978-85-99851-74-6

1. Morfologia. 2. Taxonomia. I. Secretaria de Defesa Agropecuária. I. Título.

AGRIS C30 CDU 57.018.2(038)

Glossário Ilustrado de Morfologia

Brasília – 2009

A Drª Doris, professor titular da UNICAMP, pela dedicação na elaboração deste Glossário Ilustrado de Morfologia e pelas relevantes informações técnicas cedidas ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

A Coordenação Geral de Apoio Laboratorial – CGAL, da Secretaria de Defesa Agropecuária – SDA, do Ministério da

Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Mapa é o órgão responsável pela Rede Nacional de Laboratórios Agropecuários do Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária e possui dentre suas atribuições estabelecer, uniformizar e oficializar métodos para a realização de análises.

As presentes Regras para Análise de Sementes – RAS tem a finalidade de disponibilizar métodos para análise de sementes, sendo estes de uso obrigatório nos Laboratórios de Análise de Sementes credenciados no MAPA, objetivando o cumprimento da Lei nº 10.711, de 5 de agosto de 2003, publicada no Diário Oficial da União de 6 de agosto de 2003 e Decreto n° 5.153, de 23 de julho de 2004, publicado no Diário Oficial da União de 26 de julho de 2004.

As RAS tiveram sua 1ª edição pelo Ministério da Agricultura, em 1967 e a partir de então foram publicadas outras atualizações. A presente edição atualiza e substitui a edição de 1992 e é composta de três volumes: Regras para Análise de Sementes, Manual de Análise Sanitária de Sementes (anexo ao Capítulo 9 – Teste de Sanidade de Sementes) e o Glossário Ilustrado de Morfologia.

Estas regras foram atualizadas de acordo com as regras internacionais prescritas pela International Seed Testing

Association – ISTA e incorpora a experiência e os avanços nacionais em análise de sementes.

A CGAL pretende atualizar estas publicações à medida que novos métodos forem validados e de acordo com a exigência do mercado nacional e internacional. .

Abrahão Buchatsky Coordenador da CGAL

Apresentação6
Introdução9
Abreviaturas usadas nas figuras para designar as estruturas morfológicas1
A17
B49
C75
D125
E137
F173
G193
H203
I215
K231
L233
M249
N263
O271
P279
Q313
R315
U375
V381
X393
Z397
Bibliografia consultada401

O objetivo deste Glossário Ilustrado de Morfologia é suprir o analista de laboratório com informações sobre definições de termos utilizados na morfologia das espécies botânicas (plantas, frutos, sementes e plântulas).

Trata-se de uma publicação que, anteriormente, fazia parte do Apêndice 3 das Regras para Análise de Sementes, edição 1992 e que nesta edição foi ampliado e aprofundado tornando-se o Glossário Ilustrado de Morfologia, um dos volumes integrantes das Regras para Análise de Sementes.

Sob a responsabilidade da Coordenação Geral de Apoio Laboratorial (CGAL/SDA/MAPA), este trabalho foi desenvolvido pela professora titular da UNICAMP, Drª Doris Groth, especialista na área, cujo material permanece sob o controle legal de propriedade da autora, o que faz com que a sua utilização para quaisquer outras finalidades, seja permitido somente mediante autorização expressa da mesma.

A preocupação foi, portanto, disponibilizar ao sistema de controle de qualidade de sementes no país, um guia de consulta referencial, por ocasião das análises de rotina.

As descrições de espécies botânicas permitem o reconhecimento das estruturas morfológicas e assim facilita o enquadramento nas definições de “Semente Pura”.

Este Glossário contempla situações importantes como, por exemplo: - desenhos e descrições de espécies cultivadas que pertencem ao mesmo gênero, para facilitar a identificação / separação dessas espécies nos trabalhos da “Análise de Pureza”, como por exemplo, de espécies de Avena, Brachiaria, Bromus, Elytrigia, Festuca, Lolium, Sorghum, etc.; - desenhos e descrições de algumas espécies invasoras e / ou quarentenárias que pertencem ao mesmo gênero de uma espécie cultivada, como por exemplo, de espécies de Avena, Bromus, Elytrigia, Lolium, Sorghum, etc.

Foram introduzidas descrições de frutos visando atender a descrição das espécies florestais nativas, que se encontram em estudo pelo MAPA;

Foram introduzidas, também, as descrições dos embriões com os respectivos desenhos. A posição do embrião permite o posicionamento das espécies em um grupo de famílias ou em uma determinada família botânica e até fazer a separação de algumas espécies do mesmo gênero.

Nas Figuras as estruturas morfológicas estão, na maioria das vezes, apontadas por abreviaturas (letras). Para facilitar o imediato entendimento dessas abreviaturas organizou-se, por ordem alfabética: a abreviatura e a designação da estrutura morfológica. Muitas vezes essas abreviaturas encontram-se também no texto.

A ac – acúleo ae – antécio estéril af – antécio fértil an – antípodas ani – antécio inferior ans – antécio superir ant – antera ap – apêndice aq – aquênio ar – artículo are – aréola ari – arilo arl – arilóide as – arista asg – arista geniculada au – aurícula

B b – bulbo ba – bacáceo bai – bainha br – bráctea bres – bráctea com espinhos bv – broto vegetativo

C c – catáfilo ca – carpelo cal – cálice cali - calículo cap – cariopse car – carpídio cau – caule cd – costela dorsal ce – cerdas cf – coifa ch – chalaza ci – costela intermediária cl – costela lateral co – cotilédone(s) col – coluna seminífera cop – coleóptilo cor – coleorriza cos – costela

C cp – cápsula cr – carpóforo crn – cornículo cru – carúncula

D de – disco epígeno dru – drupa

E e - escapo ege – espigueta estéril eh – estolão hipogeu eixo – eixo embrionário ou eixo principal; flor ej – ejaculador em – embrião en – endosperma end – endocarpo ent – entalhe epi – epicótilo epu – estípula es – estigma esc – escutelo esd – espádice esp – espata espi – espinhos est – estilete et – estilopódio etr – estrofíolo eun – espinhos uncinados ex – integumento externo

F f – funículo fc – folha carpelar fi – filete fl – flor fli – folículo fo – folha fol – folíolo fp – folha primária fr – fruto frc – fruto composto frm – fruto múltiplo

F fru – frutículos fse – falso septo fv – feixes vasculares

G g – glomérulo gaf – gametófito feminino gan – ganchos ge – gema gea – gema apical gi – ginóforo gin – gineceu gl – glumas gle – gluma estéril gli – gluma inferior gls – gluma superior gp – grão de pólen gpg – grão de pólen germinado

H hi – hipanto hip – hipocótilo hpo – hipógino hr – eixo hipocótilo-radícula

I in – integumento interno is – istmo

L la – lacínia lab – lábio lb – lobos le – lema estéril ou estaminada lf – lema fértil li – linha de deiscência lo – lóculo lod – lodícula l – limbo

M m – micrópila me – mericarpo mes – mesocarpo ms – mesocótilo

N n – nucela nm - nervura mediana nm – nervura mediana do carpelo no – nó np – núcleos polares nse – núcleo seminífero nu – núcula nv – nervuras anastomosadas

O o – oosfera oc – ócrea op – opérculo or – orifícios ov – óvulo ova – ovário

P p – poro pa – papus pal – pecíolo alado pcap – posição da cariopse pd – pedúcnculo pe – pecíolo ped – pedicelo per – perianto pes – pálea estéril pet – pétala pf – pálea fértil pin – ponto de inserção dos cotilédones pir – pirênio pis – pistilo pj – ponto de junção dos carpelos pl – plúmula ple – pleurograma por – posição da radícula pr – pericarpo prg – perigônio pri – primórdios foliares pt – pericarpo+tegumento

Q q – quilha

R r – raiz ra – raque rad – raizes adventícia rap – raiz primária ras – raizes adventícias seminais rc – raiz contrátil rd – radícula re – receptáculo

R rep – replum rf – rafe rl – raiz lateral ro – rostro rp – raiz principal rs – raiz secundária ru – ruptura

S s – semente sa – saco embrionário sc – saco polínico

(Parte 1 de 5)

Comentários