Diretrizes para Apresentação de Dissertações e teses da USP Documento eletrônico e impresso IFSP Turismo

Diretrizes para Apresentação de Dissertações e teses da USP Documento eletrônico...

(Parte 1 de 4)

DDDDDDDDDDiretrizes para apresentação de dissertações e teses da USP: documento eletrônico e impresso

Compilação - Grupo DiTeses: Vânia M. B. de Oliveira Funaro - Coordenadora - FO Maria Aparecida B. Ayello - Sub-coordenadora - IGc Cristiane de A. C. Carvalho - SIBi/USP - Depto. Técnico Eliana Maria Garcia - ESALQ Kátia M. de A. Ferraz - ESALQ Maria Cláudia Pestana - FMVZ Maria José de J. Carvalho - IB Mariza L. de M. Do Coutto - SIBi/USP-Depto. Técnico Rosana A. Paschoalino - EESC Suely Campos Cardoso - FM Telma de Carvalho - FO Valéria de Vilhena Lombardi - FM

São Paulo 2004

Universidade de São Paulo Sistema Integrado de Bibliotecas - SIBi

Comitê Gestor do Portal do Conhecimento

Prof. Dr. Paulo Cesar Masiero - CCI - Presidente Sra. Adriana Cybele Ferrari - SIBi/USP - Vice-Presidente Prof. Plinio Martins Filho - EDUSP Prof. Gilson Schwartz - Cidade do Conhecimento/IEA - Representante da comunidade usuária Prof. Dr. Edmo José Dias Campos - IO - Presidente da Comissão de Implantação e Manutenção da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP Profa. Dra. Laura de Mello Souza - FFLCH - Presidente da Comissão de Implantação e Manutenção da Biblioteca Digital de Obras Raras e Especiais da USP

Programação e formatação da base de dados

Adriana Hypólito Nogueira (SIBi/USP - Depto. Técnico) Aziz Donizetti Cavalheiro Salem (SIBi/USP - Depto. Técnico) Cristiane de Almeida Câmara Carvalho (SIBi/USP - Depto. Técnico) Elaine P. Mosconi Santa Eulália (EESC) Márcia Rosetto (SIBi/USP - Depto. Técnico) Maria de Lourdes Rebucci Lirani (CISC) Rogério Toshiaki Kondo (CISC)

Revisão e editoração

Suely Campos Cardoso (FM) Fabíola Rizzo Sanchez (FM) Rosana A. Paschoalino (EESC)

Ficha catalográfica elaborada pelo Departamento Técnico do Sistema Integrado de Bibliotecas da USP

Universidade de São Paulo. Sistema Integrado de Bibliotecas. Grupo DiTeses.

eletrônico e impresso / Vânia M. B. de Oliveira Funaro, coord[et al.]. --

Diretrizes para apresentação de dissertações e teses da USP : documento São Paulo : SIBi-USP, 2004. 110 p. -- (Cadernos de Estudos ; 9)

ISBN 85-7314-023-2

1. Teses/Dissertações – Normas Técnicas. 2. Elaboração de Documentos –

Teses/Dissertações. I. Universidade de São Paulo. Sistema Integrado de Bibliotecas. Grupo DiTeses. I. Título. II. Série.

CDD 808.02 Depósito Legal na Biblioteca Nacional, conforme Decreto Nº 1825, de 20 de dezembro de 1907.

PREFÁCIO7
APRESENTAÇÃO9
1 ESTRUTURA DO DOCUMENTO1
1.1 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS1
1.1.1 Capa1
1.1.2 Lombada12
1.1.3 Folha de rosto12
1.1.4 Verso da folha de rosto13
1.1.5 Errata14
1.1.6 Folha de aprovação14
1.1.7 Dedicatória(s)15
1.1.8 Agradecimento(s)15
1.1.9 Epígrafe(s)15
1.1.10 Resumo16
1.1.10.1 Português16
1.1.10.2 Língua estrangeira16
1.1.12 Listas17
1.1.13 Sumário18
1.2 ELEMENTOS TEXTUAIS19
1.2.1 Introdução19
1.2.2 Desenvolvimento19
1.2.3 Conclusão19
1.3 ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS20
1.3.1 Referências20
1.3.2 Glossário20
1.3.3 Apêndice(s)21
1.3.4 Anexo(s)21
1.3.5 Índice(s)2
2 INSTRUÇÕES GERAIS DE APRESENTAÇÃO23
2.1 REDAÇÃO23
2.2 NUMERAÇÃO PROGRESSIVA DAS SEÇÕES23
2.3 SIGLA(S)24
2.4 EQUAÇÃO(ÕES) E FÓRMULA(S)24
2.5 ILUSTRAÇÃO(ÕES)25
2.6 TABELA(S)26
2.7 APRESENTAÇÃO GRÁFICA27
2.7.1 Espacejamento28

SUMÁRIO 2.7.2 Paginação........................................................................................ 28

3.1 CITAÇÃO DIRETA29
3.2 CITAÇÃO INDIRETA30
3.3 CITAÇÃO DE CITAÇÃO30
3.4 CITAÇÃO DE FONTES INFORMAIS31
3.5 DESTAQUES E SUPRESSÕES NO TEXTO3
3.6 NOTAS DE RODAPÉ34
3.6.1 Expressões latinas35
4 APRESENTAÇÃO DE AUTORES NO TEXTO37
4.1 SISTEMA AUTOR-DATA37
4.1.1 Citação com um autor38
4.1.2 Citação com dois autores38
4.1.3 Citação com até três autores38
4.1.4 Citação com mais de três autores39
4.1.5 Citação de diversos documentos do mesmo autor e ano39
4.1.6 Citação com coincidência de sobrenome e ano39
4.1.7 Citação com coincidência de sobrenome, inicial do prenome e ano40
4.1.8 Citação de publicações anônimas40
4.1.9 Citação de entidades coletivas40
4.1.10 Citação de eventos41
4.1.1 Citação de vários trabalhos do mesmo autor41
4.1.12 Citação de vários trabalhos de autores diferentes41
4.2 SISTEMA NUMÉRICO42
5 APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DIGITAIS43
5.1 FORMATOS DE ARQUIVOS RECOMENDADOS PARA O TEXTO43
BIBLIOTECA DIGITAL43
6 MODELOS DE REFERÊNCIAS PARA DISSERTAÇÕES E TESES45
6.1 MONOGRAFIA45
6.1.1 Monografia considerada no todo45
6.1.1.1 Com indicação de um autor45
6.1.1.1.1 Nomes com sufixo46
6.1.1.1.2 Nome(s) do(s) autor(es) com mais de uma obra referenciada47
6.1.1.2 Com indicação de dois autores49
6.1.1.3 Com indicação de três autores50
6.1.1.4 Com indicação de mais de três autores51
6.1.1.5 Publicação de autoria desconhecida52
6.1.1.6 Com indicação de tradutor52
6.1.1.7 Com indicação de série53
6.1.1.8 Com indicação de responsabilidade intelectual54

3 CITAÇÕES.......................................................................................................... 29 5.2 PROCESSO DE SUBMISSÃO DAS DISSERTAÇÕES E TESES À 6.1.1.9 Autor entidade.............................................................................................. 5

6.1.1.10.1 Catálogos56
6.1.1.10.2 Teses57
6.1.1.10.3 Memorial58
6.1.1.10.4 Relatórios59
6.1.2 Monografia considerada em parte59
6.1.2.1 Capítulo de livro com autoria distinta da obra no todo59
6.1.2.2 Capítulo de livro com a mesma autoria da obra no todo60
6.1.2.3 Verbete61
6.2 PUBLICAÇÃO SERIADA62
6.2.1 Editorial62
6.2.2 Publicação seriada considerada no todo63
6.2.3 Artigo e/ou matéria de periódico63
6.2.4 Artigo de jornal64
6.3 EVENTO65
6.3.1 Evento considerado no todo65
6.3.2 Trabalho apresentado em evento6
6.3.3 Trabalho de evento publicado em periódico67
6.4 PATENTE68
6.5 DOCUMENTO JURÍDICO69
6.5.1 Leis e decretos69
6.5.2 Constituição federal70
6.5.3 Emenda constitucional70
6.5.4 Medida provisória71
6.5.5 Portarias, deliberações e resoluções72
6.5.6 Consolidação de leis73
6.5.7 Jurisprudência73
6.6 IMAGEM EM MOVIMENTO74
6.7 DOCUMENTO ICONOGRÁFICO76
6.8 DOCUMENTO CARTOGRÁFICO78
6.9 DOCUMENTO SONORO79
6.9.1 Documento sonoro considerado no todo79
6.9.2 Documento sonoro considerado em parte80
6.10 PARTITURA80
6.1 DOCUMENTO TRIDIMENSIONAL81
6.12 DOCUMENTO DISPONÍVEL EM MEIO ELETRÔNICO82
6.12.1 Acesso a banco, bases de dados e lista de discussão83
6.12.2 Acesso a website comercial e institucional84
6.12.3 Acesso a arquivos em disquetes85
6.12.4 Acesso a CD-ROM86
6.12.5 Acesso a mensagem eletrônica (e-mail)86
6.12.6 Documento iconográfico em meio eletrônico87

6.1.1.10 Referências com outros tipos de materiais monográficos..........................56 6.12.7 Documento cartográfico em meio eletrônico............................................8

7 NOTAS GERAIS89
REFERÊNCIAS90

Diretrizes para elaboração de dissertações e teses da USP7

Uma das exigências dos programas de pós-graduação para a obtenção dos títulos de mestre e doutor é a elaboração de uma dissertação no mestrado e de uma tese no doutorado. Para fins didáticos, poderíamos dizer que a elaboração das dissertações ou teses consiste de 2 etapas: o desenvolvimento do projeto de pesquisa e a redação da dissertação ou tese. Estas duas etapas se complementam para garantir um produto de qualidade. A redação destes trabalhos deve estar fundamentada em uma linguagem e forma científica. A linguagem científica se apóia na literatura da área e a forma em estruturas científicas, ambas visando a valorização da metodologia e dos resultados obtidos nos projetos de pesquisa.

Com o objetivo de auxiliar na estruturação científica das dissertações e teses desenvolvidas no âmbito dos diferentes programas de pós-graduação da Universidade de São Paulo o Grupo DiTeses do Sistema Integrado de Bibliotecas elaborou as “Diretrizes para apresentação de dissertações e teses da USP”, que já está disponível na forma eletrônica e em breve estará também na forma impressa, facilitando o acesso dos usuários às mesmas.

O documento privilegia também a formatação para apresentação das dissertações e teses na Biblioteca Digital da USP.

Esta publicação representa um avanço pois traz uma contribuição efetiva para os programas de pós-graduação da USP que poderão adotar o modelo proposto, garantindo a padronização das estruturas das dissertações e teses, ou contribuir para a construção do modelo próprio de cada programa de pós-graduação, a critério das comissões de pós-graduação das unidades / institutos da USP e facilita ainda, o acesso dos usuários a estas diretrizes ao disponibilizá-las eletronicamente.

Profa. Dra. Suely Vilela Pró-Reitora de Pós-Graduação da USP

Diretrizes para elaboração de dissertações e teses da USP9 APRESENTAÇÃO

O Sistema Integrado de Bibliotecas da Universidade de São Paulo - SIBi/USP, preocupado em orientar os alunos de pós-graduação na padronização dos trabalhos científicos, mais precisamente dissertações e teses, gerados na Universidade e considerando as mudanças havidas nas normas desde a publicação do trabalho: “Diretrizes para apresentação de dissertações e teses da USP: documento eletrônico ou impresso”, achou oportuna a elaboração da versão atualizada daquele trabalho.

Para isso foi criado um grupo constituído de bibliotecários representando as diferentes áreas do conhecimento existentes na Universidade, denominado Grupo DiTeses, que desenvolveu o trabalho tendo como base as recomendações da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT, órgão representativo da International Standard Organization – ISO, no Brasil. Entretanto, devido à amplitude das áreas envolvidas, fez-se necessário utilizar também normas de referências específicas como ISO e Vancouver (Comitê Internacional de Editores de Revistas Médicas – Requisitos uniformes para originais submetidos a revistas biomédicas). Acreditamos que a padronização dos trabalhos científicos contribua para a qualidade de sua apresentação, a facilidade na redação e compreensão do texto, um melhor aproveitamento do tempo despendido em sua elaboração, além de facilitar seu intercâmbio entre a comunidade científica, tornando disponível a produção intelectual também de forma digital, através do Portal do Conhecimento: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP.

Adriana Cybele Ferrari Diretora Técnica SIBi/USP

A apresentação das dissertações e teses deve seguir a estrutura abaixo.

De acordo com a ABNT :

Dissertação - documento que representa o resultado de um trabalho experimental ou exposição de um estudo científico retrospectivo, de tema único e bem delimitado em sua extensão, com o objetivo de reunir, analisar e interpretar informações. Deve evidenciar o conhecimento de literatura existente sobre o assunto e a capacidade de sistematização do candidato. É feito sob a coordenação de um orientador (doutor), visando a obtenção do título de mestre.

Tese - documento que representa o resultado de um trabalho experimental ou exposição de um estudo científico de tema único e bem delimitado. Deve ser elaborado com base em investigação original, constituindo-se em real contribuição para a especialidade em questão. É feito sob a coordenação de um orientador (doutor) e visa a obtenção do título de doutor ou livre-docência.

1.1 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

Os elementos pré-textuais devem ser apresentados na seguinte ordem conforme NBR 14724.

1.1.1 Capa1

Elemento obrigatório para proteção externa do trabalho e sobre a qual se imprimem

1 O padrão de encadernação (material, tipo, cor etc) fica a critério da Comissão de Pós-Graduação (CPG) da Unidade.

12Diretrizes para elaboração de dissertações e teses da USP as informações indispensáveis à sua identificação. As informações são transcritas na seguinte ordem: nome da instituição (opcional); nome completo do autor; título e subtítulo (se houver) em letras minúsculas, com exceção da primeira letra do título, nomes próprios e/ou científicos; número de volumes (se houver mais de um); local (cidade); ano de depósito (da entrega). (ANEXO A)

1.1.2 Lombada

Elemento opcional, onde as informações devem ser impressas na seguinte ordem: nome completo do autor, abreviando-se o(s) prenome(s) quando necessário, impresso longitudinalmente e legível do alto para o pé da lombada conforme NBR 12225; título, impresso da mesma forma que o nome do autor, quando necessário abreviado pelas cinco primeiras palavras significativas seguido de reticências; elementos alfanuméricos de identificação, por exemplo v. 2. (ANEXO B)

1.1.3 Folha de rosto

Elemento obrigatório, que contém os elementos essenciais à identificação do trabalho. A folha de rosto deve conter:

Diretrizes para elaboração de dissertações e teses da USP13 nome completo do autor; título e subtítulo (se houver); natureza do trabalho (dissertação ou tese); nome da instituição a que é submetido o trabalho; grau pretendido (mestre ou doutor); área de concentração; nome do orientador e co-orientador (se houver)2; local (cidade); ano de depósito (da entrega); número de volumes (se houver mais de um). (ANEXO C)

Para favorecer a correta identificação de autoria do trabalho, recomenda-se não usar o nome da Universidade e/ou Unidade Universitária encabeçando a folha de rosto. Nota: O Código de Catalogação Anglo-Americano (1985) estabelece como responsabilidade de autoria a pessoa ou entidade citada em primeiro lugar.

1.1.4 Verso da folha de rosto

No verso da folha de rosto devem constar:

ficha catalográfica: conjunto de elementos de descrição técnica do documento de acordo com o Código de Catalogação Anglo-Americano, a ser elaborada pelo

Serviço de Biblioteca da Unidade. Os casos de co-orientação devem obedecer ao previsto no Artigo 93 do Regimento da Pós-Graduação da Universidade de São Paulo (USP).

14Diretrizes para elaboração de dissertações e teses da USP

Nota: Os descritores ou palavras-chave (termos representativos do trabalho) devem ser definidos pelo autor, em conjunto com o bibliotecário, preferencialmente de acordo com o Vocabulário Controlado USP3 .

autorização para reprodução: declaração textual de concordância ou não da reprodução do trabalho. (ANEXO D)

1.1.5 Errata

Elemento opcional, que consiste em uma lista de folhas e linhas em que ocorrem erros, seguidas das devidas correções. Deve ser inserida logo após a folha de rosto e conter a referência do trabalho para facilitar sua identificação. (ANEXO E)

1.1.6Folha de aprovação

Elemento obrigatório e deve conter:

nome completo do autor; título e subtítulo (se houver); natureza do trabalho (dissertação ou tese); grau pretendido (mestre ou doutor); UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Vocabulário controlado USP: base de dados de descritores em língua portuguesa para indexação e recuperação da informação. São Paulo: SIBi/USP; ECA/USP, 2001. 1 CD-ROM.

Diretrizes para elaboração de dissertações e teses da USP15 nome da instituição a que é submetido o trabalho; área de concentração; data de aprovação; nome, titulação, instituição a que pertence e assinatura dos componentes da banca examinadora. (ANEXO F)

1.1.7 Dedicatória(s)

Elemento opcional a ser utilizado pelo autor para homenagem ou indicação de pessoa(s) a quem dedica seu trabalho. (ANEXO G)

1.1.8 Agradecimento(s)

Elemento opcional, no qual o autor agradece à(s) pessoa(s) e/ou instituição(ões) que tenha(m) contribuído de maneira relevante para a elaboração do trabalho. (ANEXO H)

1.1.9 Epígrafe(s) Elemento opcional, no qual o autor apresenta uma citação, seguida de indicação

16Diretrizes para elaboração de dissertações e teses da USP de autoria, relacionada à matéria tratada no corpo do trabalho. Pode haver, também, epígrafes nas folhas de aberturas das seções primárias.

1.1.10 Resumo

1.1.10.1 Português

Elemento obrigatório, constituído de uma seqüência de frases concisas e objetivas, em forma de texto.

Sugere-se ressaltar os objetivos, métodos empregados, resultados e conclusões.

O resumo deve ser redigido em parágrafo único e conter no máximo 500 palavras, seguido das palavras representativas do conteúdo do trabalho (palavras-chave ou descritores). Deve ser precedido da referência do documento e elaborado de acordo com a NBR 6028.

1.1.10.2 Língua estrangeira

Elemento obrigatório, elaborado com as mesmas características do resumo em língua portuguesa. De acordo com o Regimento da Pós-Graduação da USP (Artigo 9),

Diretrizes para elaboração de dissertações e teses da USP17 deve ser redigido em inglês (Abstract) para fins de divulgação. Em casos excepcionais, poderá ser redigido em outro idioma, ficando a decisão a critério da CPG da Unidade.

Elemento(s) opcional(is), elaborado(s) de acordo com a seqüência apresentada no texto.

Lista de ilustrações

Elemento opcional, elaborado de acordo com a ordem apresentada no texto, com cada item designado por seu nome específico, acompanhado do respectivo número da página. Recomenda-se a elaboração de lista própria para cada tipo de ilustração (desenhos, fluxogramas, fotografias, gráficos, mapas, organogramas, plantas, quadros, retratos e outros).

Lista de tabelas

Elemento opcional, elaborado de acordo com a ordem apresentada no texto, com cada item designado por seu nome específico, acompanhado do respectivo número da página.

18Diretrizes para elaboração de dissertações e teses da USP

Lista de abreviaturas e siglas

Elemento opcional, constituído de uma relação alfabética das abreviaturas e siglas utilizadas no texto, seguidas das palavras ou expressões correspondentes grafadas por extenso. Quando necessário, recomenda-se a elaboração de lista própria para cada tipo. (ANEXO O)

Lista de símbolos

Elemento opcional, elaborado de acordo com a ordem apresentada no texto, seguido do significado correspondente.

Elemento obrigatório, que consiste na enumeração das principais divisões, seções e outras partes do trabalho, na mesma ordem e grafia em que a matéria nele se sucede, acompanhadas do respectivo número da página. Havendo mais de um volume, em cada um deve constar o sumário completo do trabalho, conforme a NBR 6027.

Diretrizes para elaboração de dissertações e teses da USP19 1.2 ELEMENTOS TEXTUAIS

Parte do trabalho em que é exposta a matéria, constituída de três partes fundamentais: introdução, desenvolvimento e conclusão.

1.2.1 Introdução

Parte inicial do texto, que contém a delimitação do assunto tratado, objetivos da pesquisa e outros elementos necessários para situar o tema do trabalho.

1.2.2 Desenvolvimento5

Parte principal do texto, que contém a exposição ordenada e pormenorizada do assunto. Divide-se em seções e subseções, que variam em função da abordagem do tema e do método.

1.2.3 Conclusão

Parte final do texto, que contém as conclusões correspondentes aos objetivos ou hipóteses. A apresentação do desenvolvimento fica a critério da CPG da Unidade.

20Diretrizes para elaboração de dissertações e teses da USP 1.3 ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS

Os elementos pós-textuais complementam o trabalho, conforme apresentados a seguir.

1.3.1 Referências

Elemento obrigatório, que consiste na relação das obras consultadas e citadas no texto, de maneira que permita a identificação individual dos documentos.

(Parte 1 de 4)

Comentários